Exibindo todos os projetos ativos na APTA

Página Inicial / Busca de Projetos

714 projetos ativos encontrados - pág. 2 de 24

Estresse hídrico na pré-colheita do amendoim: influência nos compostos bioativos, infecção fúngica, produção de aflatoxinas e aplicação de modelo preditivo para aflatoxinas.

n° SGP 2112

~~O presente projeto tem como objetivos: (i) verificar a formação de aflatoxinas em duas variedades de amendoim, pelos fungos aflatoxigênicos, desde o plantio no campo até a colheita, monitorando a temperatura e umidade do solo; (ii) com a obtenção dos dados do primeiro item, o projeto irá construir modelos matemáticos  para prever o risco de produção desta toxina; (iii) determinar o teor de fitosteróis, resveratrol e a composição de ácidos graxos nos cultivares estudados; (iv) analisar a relação da composição dos ácidos graxos, fitosteróis e resveratrol do amendoim na produção de aflatoxinas e, (v) analisar a estabilidade oxidativa durante o armazenamento do amendoim.

Ver detalhes do projeto

  Marta Hiromi Taniwaki      ITAL

MODELOS DE NORMA DE REAÇÃO PARA ESTIMAÇÃO DA INTERAÇÃO GENOTIPO E AMBIENTE EM ESTUDO DE SELEÇÃO COM BOVINOS NELORE

n° SGP 2109

O fenótipo é resultado da expressão gênica, do efeito do ambiente e da interação destes fatores. A maioria das características de interesse econômico são poligênicas, ou seja, estão determinadas pela expressão de um grande número de genes. A ação destes genes pode estar condicionada pelo conjunto de efeitos ambientais, desta forma é muito importante estudar o efeito da interação genótipo e ambiente sobre as características de crescimento em bovinos da raça Nelore que fazem parte do estudo de seleção para peso do Centro APTA Bovinos de Corte. O objetivo desde estudo será avaliar o efeito da seleção para peso aos 210 dias (P210), peso aos 378 dias (P378) para machos e peso aos 550 dias (P550) para fêmeas sobre a sensibilidade ambiental de bovinos da raça Nelore provenientes de três linhas de seleção, mediante ao estudo de normas de reação ao ambiente, obtidas por regressão aleatória usando abordagem bayesiana, além de estimar a tendência genética dos rebanhos. Serão utilizados aproximadamente 8482 informações de animais da raça Nelore, nascidos entre 1980 e 2015, provenientes de três linhas de seleção do Centro de Pesquisa de Bovinos de Corte, do Instituto de Zootecnia de Sertãozinho, SP. As Análises serão realizadas empregamdo-se dois modelos hierárquicos de normas de reação (MHNR) e um modelo animal padrão (MA) utilizando o programa INTERGEN. O MHNR1P utiliza as soluções de grupo de contemporâneos estimadas previamente pelo modelo animal padrão (MA) e as considera como nível ambiental, já o MHNR2P estima simultaneamente dois conjuntos de incógnitas considerando a variância residual homogênea e heterogênea. Para verificar o modelo de melhor ajuste serão utilizados os critérios de informação da deviance (DIC) e o Fator de Bayes (BF). As tendências genéticas serão obtidas pela regressão linear da média dos valores genéticos sobre o ano do nascimento pelo programa estatístico SAS.

Ver detalhes do projeto

  CLAUDIA CRISTINA PARO DE PAZ      IZ

Monitoramento das Condições Climáticas do Estado de São Paulo

n° SGP 2107

Atualmente o Instituto Agronômico conta com uma rede de estações meteorológicas automáticas, isntaladas em diversas localidades do estado de São Paulo, nas quais são registradas condições climáticas locais como: temperatura do ar, precipitação, umidade relativa do ar, direção e velocidade do vento, dentre outros parâmetros. 

Os dados coletados, em escala horaria e diária, são armazenados em um model e transferidos via sistema (chip de celular) ao Centro de Informações Agrometeorológicas (Ciiagro), lotado no Centro de Ecoisiologia e Biofisica, do IAC. Esses dados são armazenados em um banco de dados e estão disponiveis para diferentes finalidades: monitoramento climático do estado e/ou determinada região, identificação de eventos extremos, análises de previsão de safra, auxilio à defesa civil em casos de precipitação extrema, ocorrência de vendavais e etc. 

No entanto, sem o acompanhamento efetivo e regular, as informações que eventualmente possam sofrer alterações durante a transferência (caminho entre estação meteorológica e o banco de dados), correm o risco de serem disponibilizadas aos usuários erradas. Diversos são os fatores que intereferem e possibilitam esses erros como por exemplo: descalibração, falhas, defeitos e quebra de sensores, problemas na rede ou sistema de transferência dos dados. 

O uso de dados errados, acarreta problemas diretamente nas informações cedidas à imprensa, defesa civil, população em geral e na interepretação de pesquisas realizadas a campo que necessitam das condições climáticas para serem analisadas.

Sendo assim, o objetivo desse projeto é proporcionar um acompanhamento frequente e constante dos dados armazenados no banco de dados, para que sejam corrigidos quando possivel ou elimandos, de forma que essas informações disponíveis sejam sempre confiáveis, diminuindo assim o máximo possível de erros.

Ver detalhes do projeto

  Angelica Prela Pantano      IAC

Investigação e disseminação de informações sobre tendências e alimentos industrializados

n° SGP 2106

O projeto consiste em produzir e divulgar informações respaldadas pela ciência e tecnologia de alimentos que expliquem a importância dos alimentos industrializados ou processados para a sociedade brasileira, bem de estudo de tendências sobre frutas e vegetais. Para tanto, serão criados mais 12 módulos no site alimentosprocessados.com.br, publicados dois documentos sobre alimentos industrializados, elaboradas duas cartilhas, ampliada a atividade de comunicação com a sociedade e construído um novo modelo de relacionamento institucional.

Ver detalhes do projeto

  Luis Fernando Ceribelli Madi      ITAL

Caracterização de compostos bioativos e potencial de armazenamento de fruteiras temperadas adaptadas a clima quente

n° SGP 2103

A procura no mercado por alimentos funcionais cresce muito a cada ano; o consumidor espera reduzir despesas com saúde, causadas por várias doenças que afetam a população. As propriedades antioxidantes estão muito relacionadas ao tipo de fruta, ou seja, espécie ou cultivares dentro da mesma espécie, às condições de cultivo das plantas, como ambiente e técnicas de manejo, locais de cultivo, além do grau de maturidade na colheita, sendo que, quanto mais maduras as frutas, menor o teor de compostos fenólicos totais e a atividade antioxidante. Variação nos teores de compostos fenólicos em amora-preta, framboesas e uvas são comumente observadas em trabalhos científicos, sendo que o tipo de extração e o solvente podem influenciar bastante nos resultados.

Diferentemente da maioria das culturas anuais, no processo de produção de frutas, a produtividade representa apenas um fator, complementando que de nada adianta obter-se altos rendimentos se a qualidade dos frutos não é satisfatória. Vale ressaltar que o estado nutricional das plantas é um dos fatores que mais influem no volume da produção e na qualidade das frutas. A exigência em qualidade, somada à concentrada produção de frutas em um curto período do ano, faz necessária o uso do armazenamento para fornecer ao mercado consumidor um produto de qualidade por um maior período de tempo. O armazenamento refrigerado e a embalagem em atmosfera modificada podem ser indicados entre as técnicas usadas para atrasar a senescência e para promover a extensão da vida útil das frutas. A estocagem frigorificada além de diminuir o processo da respiração, pode reduzir a ação das enzimas, diminuir a perda de água e a ação dos microrganismos que provocam deterioração e aumentar a vida útil de comercialização.

Dentro deste contexto, o foco principal do presente projeto é a caracterização de compostos bioativos e desenvolvimento de metodologias capazes de aumentar a vida útil pós-colheita de amoras-pretas, framboesas e uvas.

As diferentes cultivares de pequenas frutas (amoras-pretas e framboesas) e de seleções e cultivares de uva estão localizadas no Centro de Frutas do IAC.

Ver detalhes do projeto

  Juliana Sanches de Laurentiz      IAC

Efeito da aditivação, do tempo e da temperatura de estocagem no coeficiente de atrito (COF) de filmes de polietileno de baixa densidade linear (PEBDL).

n° SGP 2101

O presente estudo se propõe a avaliar o comportamento do Coeficiente de atrito (COF), importante indicador de maquinabilidade, em filmes monocamadas de polietileno de baixa densidade linear (PELBD) com e sem adição de dois tipos de deslizantes: erucamida, em duas concentrações diferentes e deslizante não-migratório, em condição controlada pelo prazo de 360 dias a 23 °C e duas condições aceleradas (40ºC e 60ºC). Como a erucamida tem comportamento migratório, será testado, concomitantemente, a adição de aditivo antiestático de comportamento migratório, de modo a avaliar sua interferência no comportamento do deslizante. Serão realizadas medições de coeficiente de atrito (COF) em diversas épocas para verificar a cinética da perda do deslizante e sua influência no COF e determinação da concentração do aditivo por cromatografia líquida de alta eficiência no início e no fim da estocagem em cada condição.

Ver detalhes do projeto

  Marisa Padula      ITAL

Determinação de antioxidantes em embalagem plástica para produtos farmacêuticos. Parte II

n° SGP 2100

      A compatibilidade de entre a embalagem e o produto é um dos aspectos mais importantes na definição do material a ser utilizado. A embalagem não deve interagir com o produto, ou seja, não deve ocorrer a migração ou extração de substâncias da embalagem para o produto ou a adsorção/ absorção de componentes do medicamento pela embalagem. Plásticos são polímeros de alto peso molecular que podem ser moldados em diferentes formatos com auxílio de calor e pressão. Para o processamento de plásticos aditivos são adicionados para se obter produtos melhores. A presença de aditivos em materiais de embalagem suscita a questão da migração do aditivo para o produto acondicionado na embalagem. Como a maioria dos aditivos são moléculas de baixa massa molecular, a maioria deles difunde-se dentro do polímero e frequentemente tendem a migrar para a superfície de material. Desta forma, o produto acondicionado irá entrar em contato direto com a superfície da embalagem e poderá ocorrer a transferência do aditivo para o produto.            Os principais guias sobre os requerimentos de embalagem para produtos farmacêuticos são as farmacopeias. As mais conhecidas são United States Pharmacopoeia e a European Pharmacopoeia. O Brasil em 2010 atualizou a Farmacopeia Brasileira. Esse projeto tem como objetivo implantar um método para determinação e quantificação de antioxidantes em embalagens poliolefínicas destinadas ao acondicionamento de produtos farmacêuticos, de acordo com o descrito na Farmacopeia Americana, USP 39, capítulo 661.1 – Materiais Plásticos – Requisitos (USP, 2016). O método envolve a extração dos antioxidantes e análise do extrato por cromatografia líquida de alta eficiência com detector de arranjo de diodos e quantificação por padronização externa.

Ver detalhes do projeto

  Marisa Padula      ITAL

Estudo da influência de deslizantes no coeficiente de atrito de filmes de polietileno de baixa densidade linear

n° SGP 2099

O presente estudo se propõe a avaliar o comportamento do Coeficiente de atrito (COF), importante indicador de maquinabilidade, em filmes monocamadas de polietileno de baixa densidade linear (PELBD) com e sem adição de dois tipos de deslizantes: erucamida, em duas concentrações diferentes e deslizante não-migratório, em condição controlada pelo prazo de 360 dias a 23 °C e duas condições aceleradas (40ºC e 60ºC). Como a erucamida tem comportamento migratório, será testado, concomitantemente, a adição de aditivo antiestático de comportamento migratório, de modo a avaliar sua interferência no comportamento do deslizante. Serão realizadas medições de coeficiente de atrito (COF) em diversas épocas para verificar a cinética da perda do deslizante e sua influência no COF.

 

 

Ver detalhes do projeto

  Marisa Padula      ITAL

Desenvolvimento de iogurtes probióticos de elevada digestibilidade, com teores reduzidos de gordura e lactose a partir de técnica de ultrafiltração.

n° SGP 2098

O projeto tem como objetivo aplicar o sistema de ultrafiltração (UF) e diafiltração no leite desnatado para concentrar as proteínas lácteas, aumentando seu potencial nutricional e reduzindo o teor de lactose. Os iogurtes serão produzidos a partir de leites concentrados (FC 1,5; 2,0 e 2,5) adicionados de cultura starter para iogurte e cultura probiótica (bifidobactérias). A cinética de fermentação dos microrganismos durante a fermentação do iogurte será monitorada por um sistema CINAC. Os iogurtes serão avaliados quanto à qualidade microbiológica e composição físico-química 24 horas após sua elaboração e serão estocados a 8±2ºC por 28 dias, sendo realizadas avaliações a cada 7 dias em relação à viabilidade dos microrganismos, pH, acidez titulável, viscosidade, capacidade de retenção de água e sinérese. A composição de aminoácidos totais e livres, contagem de bactérias lácticas totais, qualidade microbiológica dos iogurtes e perfil da hidrólise das proteínas (eletroforese) serão verificados com 1, 14 e 28 dias.

Ver detalhes do projeto

  Maria Teresa Bertoldo Pacheco      ITAL

Mancha alvo do pepineiro (Cucumis sativus L.): aspectos epidemiológicos e controle

n° SGP 2097

Corynespora cassicola é o agente causal da mancha alvo em folhas de várias espécies cultivadas, destacando-se a cultura do pepino, onde relatos de danos em condições de cultivo em estufa têm sido muito frequentes. Devido à dificuldade no manejo da doença, relacionado à falta de informações sobre a resistência de cultivares e a ausência de defensivos registrados para a doença em pepino no Brasil, os objetivos deste trabalho serão avaliar a agressividade de isolados de C. cassiicola em genótipos de pepino; a reação de diferentes genótipos de pepino a isolados de C. cassiicola, por parâmetros epidemiológicos da doença (período de incubação, período latente, frequência de infecção, diâmetro de lesão, severidade e produção de conídios por área de lesão) e respostas bioquímicas dos genótipos em função da doença (enzimas quitinases, polifenoloxidases e peroxidases e concentração dos compostos fenólicos solúveis totais); verificar o efeito de fungicidas in vitro sobre C. cassiicola e in vivo no controle da mancha alvo do pepino e avaliar o efeito de produtos alternativos a base de quitosana, fosfito e silício no controle da doença. Os experimentos de detecção do agente causal e de sensibilidade in vitro a fungicidas serão realizados em laboratório e os experimentos de patogenicidade dos isolados de C. cassiicola em pepino, de reação de genótipos de pepino a mancha alvo e de controle in vivo da doença serão realizados em casa-de-vegetação.

Ver detalhes do projeto

  Ivan Herman Fischer      Apta Regional / IAC

GESTÃO DOS EQUIPAMENTOS CULTURAIS DO INSTITUTO DE PESCA

n° SGP 2096

O Instituto de Pesca, vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, é uma instituição de pesquisa científica e tecnológica que desenvolve projetos nas áreas de pesca e aquicultura, visando à obtenção e transferência de novos conhecimentos e de tecnologias destinadas à melhoria do agronegócio do pescado e da qualidade ambiental.

Além das instalações destinadas à realização de suas pesquisas, o Instituto de Pesca conta com dois equipamentos culturais para o desenvolvimento de atividades diferenciadas junto ao público: o Museu de Pesca e o Aquário do Instituto de Pesca.

Todo o ambiente de ciência e educação envolvido no Instituto de Pesca pode ser trabalhado nos mais diversos níveis de ensino, através de um conjunto de atividades inseridas em conteúdos curriculares e extracurriculares a partir de uma metodologia interdisciplinar, num contexto direto com o meio ambiente seja ele rural, aquático ou urbano.

Recentemente vem sendo implantado o “Programa vida da água” de treinamento para público diversificado, no qual serão abordadas todas as questões mencionadas acima nos equipamentos culturais do Instituto de Pesca. No Museu de Pesca, o objetivo é oferecer aos visitantes, de forma lúdica e interativa, informações que sedimentem a importância da preservação ambiental e estimulem a sustentabilidade pela correta utilização dos recursos naturais. Já no Aquário do Instituto de Pesca, a manutenção do ambiente adequado às visitações bem como da qualidade da água onde os organismos estão instalados é fundamental para dar continuidade neste tipo de serviço prestado, já que a variedade de organismos vivos presentes requer atenção para manutenção ideal da temperatura, respeitando-se o limite de tolerância e conforto dos mesmos. 

Objetiva-se realizar a gestão dos equipamentos culturais do Instituto de Pesca no que diz respeito a caracterização do público visitante e monitoramento do ambiente interno do acervo.

 

Ver detalhes do projeto

  Thaís Moron Machado      IP

Desenvolvimento da metodologia para determinação da distribuição de peso molecular de hidrolisados proteicos utilizando cromatografia de exclusão molecular em sistema FPLC

n° SGP 2092

A função biológica de hidrolisados proteicos tem sido foco de estudo nos últimos anos, sendo que o peso molecular de seus peptídeos é um dos fatores que influencia na sua bioatividade. A cromatografia líquida de proteína rápida (FPLC) é uma técnica eficaz para a determinação de pesos moleculares de proteínas e peptídeos. A partir de uma metodologia previamente desenvolvida, é necessário aferir a qualidade das conclusões tomadas a partir dos ensaios, a fim de garantir que o novo método analítico gere informações confiáveis e interpretáveis sobre as amostras. desse modo, o presente projeto pretende otimzar e validar a metodologia desenvolvida, através de uma avaliação sistemática do procedimento. Paralelamente, destaca-se a importância da purificação de frações para viabilizar a análise de bioatividade de acordo com diferentes faixas de pesos moleculares. A técncia FPLC permite a purificação do material analisado e a coelta de quantidade de amostra suficiente para a realização de inúmeras análises subsequentes e, portanto, a validação dessa metodologia apresenta um enorme potencial de aplicação para projetos de pesquisa, assim como para a indústria de alimentos.

Ver detalhes do projeto

  Maria Teresa Bertoldo Pacheco      ITAL

Fator de condição de Tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus ) em tanques de engorda utilizando ilhas flutuantes de macrofitas

n° SGP 2091

Resumo da proposta (até 1.600 caracteres):

A alimentação de espécies de peixes tem dado ênfase aos aspectos qualitativos, através da aplicação de modelos matemáticos abordando principalmente a análise da dieta e periodicidades alimentar. Porém o  fator de condição fornece importantes informações sobre o estado fisiológico desses animais (VAZZOLER, 1996).  A introdução de espécies exóticas em especial de representante dos Cichlidae, foi recomendada  durante a década de 60/70. Nesta década a aquicultura mundial  foi a única atividade com produção de alimentos que cresceu num ritmos superior a 10% ao ano (CASTAGNOLLI 1997). Devido ao seu  rápido desenvolvimento, estas espécies passaram a ser cultivadas visando  o fornecimento de proteína de boa qualidade e de baixo custo. Embora existam diversas pesquisas, persistem  algumas duvidas com relação á criação desta espécies (GRAEFF& PRUNER,2006) principalmente em relação à produtividade e característica da água de cultivo. Dentre os peixes cultivados a tilápia do Nilo apresenta um grande potencial devido a sua fácil reprodução, carne branca e de alta qualidade, baixos custos de produção podendo inclusive, ser cultivadas em locais com alta salinidade e baixas temperaturas (VICENTE E FONSECA-ALVES, 2013). As principais barreiras encontradas para o avanço da aquacultura no país são as questões ambientais (VICENTE, et al 2014) 

Caracterização do problema (até 3.200 caracteres):

 A tilapia-do-nilo (Oreochromis niloticus) é um peixe africano da família Cichlidae. É uma espécie  de área tropical e subtropical, que prefere viver em águas doce e rasa (IGARASHI et al, 2008), sendo uma das espécies  que melhor se adaptam a diferente condições de cultivo, tolerantes a baixo oxigênio dissolvido, conseguindo sobreviver em faixas bastantes amplas de acidez e alcalinidades na água, bem como toleram altas concentrações de amônia. Em geral alimento natural dos peixes é composto de inúmeros organismos vegetais (algas, plantas aquáticas, frutos, sementes, entre outros) ou animais (crustáceos, larvas e ninfas de insetos, vermes, moluscos, anfíbios, peixes, entre outros). Algumas espécies de tilápias, em particular a tilápia-do-Nilo, aproveitam de forma eficiente o fito e o zooplâncton,  plantas aquáticas, pequenos invertebrados, fauna bentônica e detritos (ROTTA e QUEIROZ, 2003).

Em viveiros com baixa renovação de água, cerca de 50 a 70% do crescimento de tilápias foi atribuído ao consumo de alimentos naturais, mesmo com o fornecimento de ração suplementar, que produzem efluentes, dai o importância  da utilização de macrófitas aquáticas  para tratamento dos mesmos. Para determinação do parâmetro de bem estar do peixe, utiliza-se a relação  entre o peso e o comprimento,  índice denominado fator de condição, que  determina o grau de bem estar do peixe, permitindo a comparação de peixes submetidos a diferente condições alimentares e ambientais (AGOSTINHO et al., 1990).

 

 

 

Ver detalhes do projeto

  Maria Teresa Duarte Giamas      IP

PESQUISA DO VÍRUS RÁBICO EM MORCEGOS HEMATÓFAGOS (Desmodus rotundus) NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

n° SGP 2090

O laboratório do Pólo da Alta Sorocabana, Presidente Prudente, SP, realiza o diagnóstico laboratorial da raiva desde 1995, ano em que foi credenciado para tal pelo Ministério da Saúde. Daquele ano até a presente data, já isolou o vírus rábico de várias espécies de morcegos não hematófagas (frugíveras e insetívoras), portadoras, em sua maior parte, da variante antigênica 3 do morcego Desmodus rotundus, que é hematófago. Para avaliar a presença do vírus rábico nestas espécies de morcegos, os mesmos serão capturados em abrigos cadastrados na região Oeste do Estado de São Paulo. Amostras de tecido cerebral serão submetidas aos testes de imunofluorescência direta e ensaios PCR. Anticorpos séricos serão mensurados por inibição de focos de fluorescência rápida (RFFIT). Se faz necessário, um estudo mais aprofundado da presença do vírus rábico nestas espécies existentes na região, bem como, da relação das mesmas com a disseminação do vírus, evitando assim, o contágio da população humana e animal, principalmente cães e gatos.

Ver detalhes do projeto

  Avelino Albas      Apta Regional / APTA

Interação alimento-processo-embalagem: efeito da tecnologia de ultrassom em embalagens flexíveis multicamadas

n° SGP 2089

Este trabalho envolve a parceria entre o CETEA e ESALQ/USP, através de exploração de tema que constitui a intersecção da expertise dessas duas unidades de pesquisa: avaliar o efeito da tecnologia de ultrassom em embalagens flexíveis multicamadas. Para tanto, é objetivo deste trabalho conhecer o potencial de migração de alumínio e de outros possíveis migrantes, bem como o desempenho que materiais convencionais apresentam quando submetidos a processo emergentes de tratamento de alimentos, como é o caso da tecnologia de ultrassom.

Ver detalhes do projeto

  Beatriz Maria Curtio Soares      ITAL

Produção Colorau 100% urucum

n° SGP 2086

A literatura descreve a obtenção do colorífico por diferentes processos que vão desde técnicas rudimentares, como a pilagem, às tecnologias industriais mais complexas com a utilização do corante previamente extraído das sementes de urucum misturado a farinha de milho. A produção do colorífico pode envolver ou não a moagem das sementes e sua participação no produto final. Industrialmente a produção de colorífico tem sido realizada por três processos distintos. Em dois desses processos o colorífico é produzido a partir do processamento diireto das sementes de urucum, e a diferença entre eles consiste basicamente na participação ou não da semente no produto final. No terceiro processo o colorífico é produzido a partir da mistura do fubá com um corante pré-extraído das sementes de urucum. O  objetivo principal desse projeto é substituir a utilização de farinha de milho por uma farninha obtida de semente de urucum clarificadas para a produção de coloral.

Ver detalhes do projeto

  Paulo Roberto Nogueira de Carvalho      ITAL

Desenvolvimento de fruta estruturada por gelificação iônica e formatada por gotejamento

n° SGP 2085

Nesse trabalho é proposta a geleificação iônica de suco de fruta. Esse processo consiste na formação da estrutura do produto através capacidade que diversos polissacarídeos têm de formarem gel quando em contado com íons de carga oposta. A técnica é usada em outros trabalhos para esse propósito e também é muito empregada na encapsulação de substâncias.

 

Ver detalhes do projeto

  Izabela Dutra Alvim      ITAL

Elaboração de banco de dados de DSC e mapeamento de embalagens praticadas no mercado para pet food úmido

n° SGP 2083

        Será feito um levantamento dos principais materiais plásticos utilizados no mercado de embalagens. A partir de então, serão selecionadas as resinas plásticas de interesse com ênfase em poliolefinas, a serem cadastradas no banco de dados.

      As amostras para o banco de dados serão obtidas por meio de contato com diversas empresas fabricantes e usuárias das resinas selecionadas. Os métodos de análise por DSC serão otimizados de acordo com cada tipo de material, seguindo as orientações da ASTM D3418 (2015). Será feita uma tabulação dos parâmetros térmicos de cada amostra analisada.

      As embalagens de pet food serão adquiridas no mercado de Campinas e a identificação das estruturas será feita utilizando as técnicas de microscopia óptica, espectroscopia no infravermelho e DSC.

Ver detalhes do projeto

  Rosa Maria Vercelino Alves      ITAL

Ocorrência de Listeria monocytogenes e clostrídios sulfito redutores em produtos cárneos cozidos e curados

n° SGP 2082

A qualidade microbiológica de produtos cárneos está relacionada a seus fatores intrínsecos e extrínsecos, como por exemplo, a disponibilidade de nutrientes, atividade de água, pH, conservantes, o tipo de embalagem que acondiciona o produto e a temperatura de armazenamento. Estes fatores, somados aos parâmetros de processamento podem contribuir para o desenvolvimento microrganismos indesejáveis como Listeria monocytogenes e clostrídios patogênicos em diversas categorias de produtos cárneos. L. monocytogenes e os clostrídios sulfito redutores, tais quais o C. perfringens e o C. botulinum, são bactérias de importância na indústria de carnes por serem uns dos principais patógenos veiculados por alimentos de origem animal. O objetivo deste trabalho é o isolar e quantificar L. monocytogenes e clostrídios sulfito redutores de produtos cárneos cozidos e curados adquiridos no comércio local.

Ver detalhes do projeto

  Renata Bromberg      ITAL

Estudo dos fatores que afetam o crescimento de Listeria monocytogenes

n° SGP 2081

A qualidade microbiológica de produtos cárneos está relacionada a seus fatores intrínsecos e extrínsecos, como por exemplo, a disponibilidade de nutrientes, atividade de água, pH, conservantes e a temperatura de armazenamento. Estes fatores, somados aos parâmetros de processamento podem contribuir para o desenvolvimento de Listeria monocytogenes em diversas categorias de produtos cárneos. L. monocytogenes é uma bactéria de importância na indústria de carnes por ser um dos principais patógenos veiculados por alimentos de origem animal. O objetivo deste trabalho é o isolar L. monocytogenes de produtos cárneos comerciais e do ambiente de plantas processadoras de produtos cárneos e avaliar as características bioquímicas, fisiológicas, morfológicas de crescimento deste patógeno em meio de cultura e/ou em um modelo cárneo.

 

Ver detalhes do projeto

  Renata Bromberg      ITAL

Impactos do uso de cloreto de potássio na segurança microbiológica frente ao Clostridium sporogenes em mortadela conservada em temperatura ambiente

n° SGP 2079

 O MAPA estabeleceu como valor máximo de atividade de água (Aw) para mortadela conservada em temperatura ambiente, 0,955. Em embutidos cárneos acondicionados em filmes impermeáveis o ajuste da Aw é realizado principalmente com adição de NaCl. Uma alternativa para redução de sódio nos alimentos é a substituição parcial de NaCl por KCl. Todavia, KCl contribui de forma de menos efetiva para o aumento da força iônica quando comparado ao NaCl. A força iônica está diretamente relacionada com a Aw. Sendo a Aw a principal barreira para impedir a germinação de esporos de Clostridium botulinum nesta categoria de produto conservada em temperatura ambiente e o íon potássio do sal substituto poderia contribuir para a germinação de esporos, é preciso que seu uso seja cuidadosamente avaliado.
 Diante do contexto apresentado acima, existe a necessidade de se realizarem estudos que estabeleçam parâmetros que assegurem a não germinação de esporos do gênero Clostridium em mortadelas conservadas a temperatura ambiente, assim como impedir a germinação de esporos e desenvolvimento desta bactéria ao longo do período de estocagem em temperatura ambiente.
 

Ver detalhes do projeto

  Ana Lucia da Silva Correa Lemos      ITAL

Avaliação da durabilidade química de frascos de vidro Tipo I para produtos injetáveis disponíveis no mercado

n° SGP 2078

Avaliar a alcalinidade e durabilidade química de frascos de vidro destinados ao acondicionamento de produtos injetáveis, visando correlacionar o potencial de ocorrência de delaminação das embalagens ao processo produtivo/composição química da embalagem, à capacidade volumétrica e à utilização de tratamentos superficiais. Serão avaliados frascos de vidro tipo I provenientes de empresas nacionais e importados disponíveis no mercado nacional e, consequentemente, com composição química e processo de fabricação diferentes (tubular ou moldado), capacidade volumétrica e características superficiais distintas (com e sem tratamentos superficiais), utilizando as condições de ensaios sugeridas pela Farmacopeia Americana.

 

Ver detalhes do projeto

  Sílvia Tondella Dantas      ITAL

Influência das condições de cura nas propriedades físico-mecânicas do verniz interno de latas de bebida

n° SGP 2077

Este projeto tem como objetivo estudar a influência da temperatura de cura do verniz interno empregado na produção de latas de bebidas nas suas propriedades físico-mecânicas, de forma a buscar subsídios técnicos que auxiliem no entendimento da permeabilidade desse verniz em relação a íons metálicos como Cl-, Cu+ e/ou Cu2+.

Serão estudados os vernizes de maior relevância de uso no mercado brasileiro para revestimento interno de latas de bebidas. Eles serão aplicados e curados em diferentes condições de temperatura e/ou tempo, de forma a se obter amostras que apresentem condição de cura insuficiente, cura adequada e cura excessiva. As diferentes amostras serão utilizadas na tentativa de desenvolvimento de método, utilizando a técnica de calorimetria exploratória diferencial – DSC, que demonstre a condição de cura do verniz aplicado. As amostras obtidas nas diferentes condições também terão ainda suas características de desempenho levantada em relação ao grau de cura, flexibilidade, camada seca, aderência e porosidade, de forma que os diferentes parâmetros sejam inter-relacionados.

 

 

 

Ver detalhes do projeto

  Sílvia Tondella Dantas      ITAL

Desidratação de cascas de manga por drum drying: desempenho de diferentes variedades e avaliação do resíduo industrial

n° SGP 2076

O aproveitamento dos resíduos do processamento de sucos e polpas de frutas se justifica frente ao grande volume de massa gerada, e a excepcional qualidade nutricional dos mesmos, que normalmente são descartados, ou empregados na alimentação animal. A secagem é uma alternativa na estabilização desses resíduos, e o produto obtido pode ser empregado como ingrediente no desenvolvimento de produtos alimentícios, resultando na agregação de nutrientes, bem como de propriedades sensoriais, funcionais e tecnológicas.

A literatura científica apresenta poucos trabalhos sobre a secagem de cascas de manga em escala piloto, e até onde se sabe, não há referências quanto ao emprego do drum drying para essa finalidade.

O objetivo geral do projeto será avaliar, empregando a metodologia anteriormente estabelecida, a obtenção de purês de cascas de diferentes variedades de manga, dentre aquelas empregadas industrialmente, bem como do resíduo industrial, tendo em vista a secagem pela tecnologia de drum drying (secagem em cilindro rotativo).

Ver detalhes do projeto

  Silvia Pimentel Marconi Germer      ITAL

APLICAÇÃO DE AGRI-K E SUPABOR NA ADUBAÇÃO FOLIAR DA CULTURA DO ABACAXI HAVAIANO

n° SGP 2075

Dentre os principais estados produtores do país, São Paulo se apresentava na quarta colocação, atrás da Paraíba, do Pará e de Minas Gerais. Especializados na produção da variedade de abacaxi Havaí desde 1956, os municípios de Guaraçaí (1º) e Mirandópolis (2º) destacam-se respectivamente como os maiores produtores do estado de São Paulo na atualidade.

O abacaxi é uma planta exigente, demandando grandes quantidades de nutrientes. Dependendo das condições ambientais somente as adubações via solo não conseguem suprir integralmente as demandas da cultura, nestes casos, as adubações via foliar podem auxiliar em eventuais deficiências. A adubação foliar nos últimos tempos vem se tornando bastante expressiva, devido ao suprimento, principalmente na cultura do abacaxi. Há vários outros fatores que contribuem para o interesse no uso da prática da adubação foliar. O cultivo continuado de certas áreas tornou freqüente o aparecimento de deficiências minerais que muitas vezes são corrigidas eficientemente mediante pulverizações foliares, enquanto, as aplicações de nutrientes no solo nem sempre dão resultados satisfatórios.

Adubação foliar em abacaxizeiro requer cuidados especiais, entre eles a concentração de adubos nas soluções, que não deve passar de 10,0%; a uréia não deve ultrapassar 5,0%, cloreto de potássio deve estar entre 1,0 e 3,0%, o sulfato de zinco entre 0,5 e 2,5% (SOUZA, 1999).

O sabor do abacaxi é devido principalmente ao conteúdo de açúcares e ácidos orgânicos, os quais dependem muito da temperatura do ar e da insolação na época da maturação, tendo a temperatura efeitos, sobretudo na acidez (que é menor no verão que no inverno), enquanto o teor de açúcar aumenta com o aumento da insolação (maior atividade fisiológica da planta). Uma das formas de se minimizar estes efeitos é a aplicação de adubos potássicos. O potássio (K) é vital para a fotossíntese, em situações de deficiência provoca redução da taxa fotossintética e aumento na respiração, resultando na diminuição do acúmulo de carboidratos (NOVAIS et al., 2007). Este nutriente também é responsável pela translocação de açúcares e síntese de amido (KUMAR et al., 2007). O K afeta atributos como cor, tamanho, acidez, valor nutritivo e resistência ao transporte, manuseio e armazenamento, sendo considerado um nutriente muito relacionado com a qualidade (RAIJ, 1990). Por estas razões, estudos relacionando doses a qualidade são necessárias, pois são complementares aos trabalhos voltados à produção e desenvolvimento vegetativo. São escassos estudos dessa natureza via aplicação foliar.

No cultivo de abacaxi havaiano na época de inverno é comum encontrar o aparecimento de frutos irregulares e com deformações principalmente na parte apical do fruto próximo a coroa. Estas deformações podem estar relacionadas a translocação de nutrientes que apresentam baixa mobilidade na planta como o cálcio (Ca)  e o boro (B).

 A disponibilidade de B para as plantas varia com a textura do solo. Em solos arenosos, essa disponibilidade é muito baixa devido à baixa capacidade de adsorção desses solos, à lixiviação do boro e ao pH ácido do solo (DANTAS, 1991). Em abacaxizeiro, a deficiência de B acarreta uma deterioração do sistema vascular da planta, que pode levar à morte do meristema apical. As folhas das plantas deficientes ficam mais espessas, apresentam aspecto coriáceo e as mais novas podem ser retorcidas. O fruto é anormal, em forma e tamanho, com a presença de tecidos corticosos entre os frutos e com rachaduras na superfície externa (SIEBENEICHLER, 2002). Assim o presente estudo visa investigar a contribuição da adubação foliar, a fim de amenizar estes problemas de ordem fisiológica de frutos de abacaxi havaiano no inverno.

 Este trabalho tem por objetivo avaliar o efeito da aplicação de diferentes doses de potássio e boro via foliar sobre a produção e a qualidade do abacaxi havaiano

Os tratamentos consistiram da combinação entre doses de boro e potássio via foliar sendo cinco doses de K (0; 1,5; 3,0; 4,5 e 6 L ha-1 de Agri-K) e cinco doses de B (0; 1,5; 3,0; 4,5 e 6 L ha-1 de Supabor) aplicação será feita , conforme a Tabela 1. Assim, o delineamento experimental utilizado será de blocos casualizados, em esquema fatorial 6 x 6, com quatro repetições. Cada parcela experimental será constituída por 1,6 metros de comprimento (2 linhas duplas de 0,8 m) e 5,2 m de comprimento, perfazendo uma área total de 8,3 m2 (Figura 1), no total o experimento terá 100 parcelas (25 tratamentos e 4 repetições). Toda mistura dos produtos será adicionando Supra Sílica na proporção 2 L ha-1. O volume da calda de aplicação será de 500 L ha-1. Serão feitas três aplicações durante a frutificação.

Ver detalhes do projeto

  Humberto Sampaio de Araújo      Apta Regional / IAC

Desenvolvimento de formulações de recheios à base de água e frutas para bombons

n° SGP 2074

O objetivo do projeto é estudar, caracterizar e avaliar formulações de recheios com redução no teor de sacarose para bombons. As formulações para recheios à base de água e frutas para bombons com redução de sacarose consistem em um tema pouco estudado. Diversos ingredientes podem ser adicionados à formulação visando á redução da sacarose no recheio. Porém atuam modificando suas características reológicas, cor, palatabilidade além da estabilidade no interior do bombom. Estes fatores devem ser considerados cuidadosamente na escolha dos ingredientes para sua  formulação. Os agentes para a substituição da sacarose devem conferir aos recheios alto teor de sólidos solúveis, baixa atividade de água, inibição da cristalização, corpo, textura, sabor e dulççor realcados, características reológicas semelhantes aos recheios tradicionais. 

Ver detalhes do projeto

  Maria Eugenia Marques de Almeida      ITAL

Desenvolvimento de biscoitos utilizando farinha integral de feijão azuki (Vigna angularis)

n° SGP 2073

Os feijões como “pulses”, denominação de um grupo de leguminosas importantes para a alimentação, por conterem elevados teores de proteínas, baixos teores de lipídios e serem ricos em fibras solúveis, as quais auxiliam na redução do colesterol, controle da diabetes, melhoria da nutrição, benefícios fisiológicos, prevenção de outras doenças como câncer de cólon e coronarianas. Desta forma, como forma de melhorar a qualidade nutricional dos biscoitos e visando elevar o consumo de feijão, almeja-se neste projeto associar a introdução da farinha integral de feijão azuki, com seus vários atributos nutricionais e associados aos benefícios à saúde, em um alimento de amplo espectro de aquisição pela população. O desenvolvimento do biscoito de farinha integral de feijão azuki visa romper paradigmas, disseminando o uso desta leguminosa para outros produtos além dos doces típicos orientais, sendo incorporado nos biscoitos, um produto popular, tornando o mais nutritivo e saudável.

 

Ver detalhes do projeto

  Elizabeth Harumi Nabeshima      ITAL

Influência da micobiota do café de diferentes regiões climáticas brasileiras na bebida.

n° SGP 2072

 Serão analisados um total de 50 amostras de café (Coffea arabica) beneficiadas, que serão fornecidas pelos próprios produtores de várias regiões brasileiras dentre elas: Cerrado, Zona da Mata, Sul de Minas, São Paulo. As amostras serão analisadas quanto a micobiota, isolando cada cepa presente nas amostras e identificando à nível de gênero/espécie. A análise sensorial será realizada com a equipe do Dr Aldir Teixeira da Experimental Agrícola do Brasil Ltda. Os resultados serão comparados a fim de verificar a influência dos fatores climáticos na micobiota do café, e as características sensoriais da bebida.

 

Ver detalhes do projeto

  Marta Hiromi Taniwaki      ITAL

SOJA MICRONIZADA E LIPASE EXÓGENA NA DIETA DE LEITÕES DESMAMADOS

n° SGP 2071

Visto que o desmame é uma fase de grande estresse para o leitão, buscam-se ingredientes que possam ser inseridos na dieta destes animais, estimulando o consumo, melhorando a digestibilidade e reduzindo o nível de transtornos alimentares no pós-desmame. O farelo de soja (FS), apesar de ser uma opção economicamente viável traz consigo vários fatores que dificultam seu uso in natura. Nesse contexto, surge a soja micronizada (SM), que é tratada termicamente e reduzida a partículas pequenas, sendo capaz de inibir fatores antinutricionais, além de aumentar a solubilidade e facilitar a assimilação de seus nutrientes. Com o objetivo de avaliar o efeito da inclusão da enzima exógena lipase na dieta de leitões desmamados, será realizado um experimento no Setor de Suinocultura do Instituto de Zootecnia (IZ). Serão testados dois níveis de inclusão de lipase (0 ou 150g/ton) nas dietas formuladas com FS ou SM. O experimento será realizado em dois períodos: Período 1 - ensaio de desempenho da fase inicial, o qual serão utilizados 72 leitões com peso homogêneo, idade de 21 dias e linhagem comercial, distribuídos em blocos completos ao acaso (definidos pelo peso inicial e sexo) com quatro tratamentos, nove repetições (blocos) por tratamento e dois animais por unidade experimental (baia), serão avaliados ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar, índice de diarreia e viabilidade econômica. Período 2 - ensaio de digestibilidade, no qual serão utilizadas 24 gaiolas metabólicas, contendo um animal em cada, com 4 tratamentos e 6 repetições, utilizando o método da coleta total de fezes e urina e, testando as mesmas dietas experimentais do Período 1. Os dados serão analisados através do programa MIXED do SAS.

Ver detalhes do projeto

  Fábio Enrique Lemos Budino      IZ

Avaliação do grau de cura de vernizes utilizados em embalagens metálicas de aço por calorimetria exploratória diferencial (DSC)

n° SGP 2069

Aplicar a técnica de calorimetria exploratória diferencial (DSC) para avaliar o grau de cura de vernizes utilizados em embalagens metálicas de forma quantitativa e tentar estabelecer uma correlação entre os resultados obtidos por essa técnica e os métodos tradicionais de avaliação de grau de cura, como absorção de corantes, dissolução em solventes e extração por solventes. 

Esse estudo pretende dar continuidade ao trabalho realizado por Barbutti et al (2013), no qual será explorada a técnica de DSC na avaliação do grau de cura de vernizes aplicados nos materiais metálicos utilizados na fabricação de latas. Uma das dificuldades encontradas no trabalho anterior foi a incerteza da intensidade de cura dos corpos de prova preparados em laboratório, uma vez que com uma estufa convencional utilizada para ensaios não foi possível estabilizar a temperatura desejada pelo fato do tempo de condicionamento ser muito curto. Com isso, nesse estudo será feita uma otimização dessa condição para um tipo de verniz, paralelamente à preparação das amostras nos diferentes graus de cura também na indústria produtora de vernizes, onde as condições dos equipamentos utilizados para esse fim são controladas de forma mais sistemática.

 

 

 

 

Ver detalhes do projeto

  Fiorella Balardin Hellmeister Dantas      ITAL
  Sobre

O SGP (Sistema de Gestão de Pesquisa) foi implementado em todas as unidades APTA, para centralizar o controle de todos os projetos desenvolvidos sob sua supervisão. [Ler mais]

Endereço APTA – São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, 254, 2º andar - República, São Paulo - SP

Fone : (11) 5067-0447 e 5067-0427

  Endereço APTA – Campinas

Avenida Barão de Itapura, 1481 - Botafogo, Campinas - SP

Fone : (19) 2137-8930