Projetos APTA no Instituto de Pesca

Página Inicial / Busca de Projetos

69 projetos ativos encontrados - pág. 1 de 3

Caracterização dos recursos genéticos do lambari Astyanax sp: Conservação e uso destes recursos para o desenvolvimento de um piscicultura da espécie.

n° SGP 1796

As espécies de “lambari foram escolhidas por serem um conjunto de espécies com grande valor comercial e poderem servir de espécie modelo, devido ao seu pequeno porte e ciclo reprodutivo rápido, com possibilidade de se desenvolver uma metodologia de melhoramento genético em pisciculturas de médio porte utilizando a mesma densidade utilizada em produção. Serão julgadas as possíveis populações encontradas na região, seja avaliando com questionários os produtores, observando a origem dos seus reprodutores e as possíveis características selecionáveis dentro de um programa de melhoramento que interessam para o produtor, ou coletando novos exemplares com pescadores locais. Após esse primeiro ensaio serão determinados quais amostragem deverão ser aproveitadas para a avaliação genética, onde serão empregadas ferramentas moleculares (DNA mitocondrial e microssatélites) para se analisar a variabilidade genética e estrutura populacional. Na avaliação da diversidade genética e polimorfismo dos loci será utilizado o sequenciador DNA Analyser 4300 da LiCor. Os resultados podem indicar se as populações analisadas possuem variabilidade genética e se podem ser utilizadas em conjunto na formação de famílias num programa de melhoramento genético. A estruturação genética será avaliada dentro e entre populações, assim quanto informativo são os microssatélites para essas populações. As espécies de “lambari foram escolhidas por serem um conjunto de espécies com grande valor comercial e poderem servir de espécie modelo, devido ao seu pequeno porte e ciclo reprodutivo rápido, com possibilidade de se desenvolver uma metodologia de melhoramento genético em pisciculturas de médio porte utilizando a mesma densidade utilizada em produção. Serão julgadas as possíveis populações encontradas na região, seja avaliando com questionários os produtores, observando a origem dos seus reprodutores e as possíveis características selecionáveis dentro de um programa de melhoramento que interessam para o produtor, ou coletando novos exemplares com pescadores locais. Após esse primeiro ensaio serão determinados quais amostragem deverão ser aproveitadas para a avaliação genética, onde serão empregadas ferramentas moleculares (DNA mitocondrial e microssatélites) para se analisar a variabilidade genética e estrutura populacional. Na avaliação da diversidade genética e polimorfismo dos loci será utilizado o sequenciador DNA Analyser 4300 da LiCor. Os resultados podem indicar se as populações analisadas possuem variabilidade genética e se podem ser utilizadas em conjunto na formação de famílias num programa de melhoramento genético. A estruturação genética será avaliada dentro e entre populações, assim quanto informativo são os microssatélites para essas populações. 

Ver detalhes do projeto

  Fernando Stopato da Fonseca      IP

Monitoramento das espécies marinhas associadas aos costões rochosos e capturadas na Baia de Santos

n° SGP 1784

A Baía de Santos, entrada para o maior porto da América Latina, compartilha a pesca com o tráfego intenso de navios, operações de dragagem e a limpeza de casco dos navios, causando preocupação devido à potencialidade de acidentes ambientais e da susceptibilidade às espécies invasoras. Os objetivos deste estudo são: monitorar as espécies associadas aos costões rochosos na Baía de Santos que são capturadas pela atividade extrativista, mexilhão Perna perna, o gastrópode Stramonita haemastoma (saquaritá); equinodermes ouriços-do-mar Echinometra lucunter (ouriço-do-mar-preto ou pindá) e Lytechinus variegatus (ouriço-do-mar-verde) e Holothuria sp (pepinos-do-mar); indicar os pontos críticos de controle; caracterizar as práticas de captura, manuseio do produto e a obtenção dos parâmetros de qualidade microbiológica, física e química. A aquisição de imagens de alta resolução será bimensal por câmeras especiais pelo sistema de aeronave remotamente pilotada no mediolitoral e por mergulhos científicos a partir do infralitoral. Disponibilizam imagens de alta qualidade, aplicáveis no método do fotoquadrat para estimativas das densidades populacionais e também para o dimensionamento das faixas de dominância e extrativa dessas áreas.  Amostras serão coletadas anualmente e analisadas para a caracterização nutricional e higiênico-sanitária do pescado capturado, verificação dos principais pontos críticos de controle e análises microbiológicas para pesquisa de Samonella sp, Staphylococcus aureus, Bacillus cereus, Clostridium perfringens, Vibrio e Coliformes totais.

Ver detalhes do projeto

  Luiz Miguel Casarini      IP

DIETAS SUPLEMENTADAS COM MINERAIS ORGÂNICOS E INORGÂNICOS PARA TILÁPIA DO NILO Oreochromis niloticus (fases juvenil, reprodutora, larval)

n° SGP 1717

Estudos com microminerais têm sido desenvolvidos com a finalidade de garantir melhor absorção desses nutrientes no trato intestinal dos peixes, sem entrar no processo de competição iônica, normalmente determinada pela presença de maior concentração de íons minerais. O presente estudo tem por objetivo avaliar a substituição de minerais (selênio, zinco, ferro, cobre e manganês) inorgânicos por suas formas orgânicas em dietas para diferentes fases de desenvolvimento durante o ciclo de vida da tilápia do Nilo (Fase 1. Juvenil; Fase 2. Reprodutora na 1º Maturação Gonadal; Fase 2.1 – Larval; Fase 3. Manutenção dos Reprodutores; Fase 4. Reprodutora na 2º Maturação Gonadal e Fase 4.1 Larval). As dietas serão formuladas de acordo com as exigências nutricionais de cada fase, com distinção apenas nas formas de minerais a serem suplementados em cada, sendo: T1 - 100 % minerais inorgânicos (controle), T2 – 100% minerais orgânicos, T3 – 25% de minerais orgânicos e 75% de minerais inorgânicos, T4 – 50% de minerais orgânicos e 50% de minerais inorgânicos e T5 – 75% de minerais orgânicos e 25% de minerais inorgânicos. Nas distintas fases serão avaliados parâmetros zootécnicos, reprodutivos, enzimáticos, histológicos, sanguíneos e concentração de minerais em vértebra, carcaça e ovos. Os resultados serão submetidos às análises estatísticas que melhor se ajustarem ao modelo experimental. Espera-se com o desenvolvimento do presente trabalho atender a demanda existente da iniciativa privada de uma ração suplementada com minerais adequadas, aumentando a produção de ovos e larvas, proporcionando melhorias no desenvolvimento dos animais, consequentemente, otimizando custo e benefício.

Ver detalhes do projeto

  elizabeth romagosa      IP

Mono and trivalent vaccines of pathogenic bacteria Aeromonas hydrophila, Streptococcus agalactiae e Francisella noatunensis subsp. orientalis to Nile tilapia

n° SGP 1705

A pesca de peixes selvagens está atualmente em declínio devido à sobrepesca, mudanças climáticas, poluição e destruição do habitat marinho, entre outros fatores. A aquicultura está aumentando significativamente em todo o mundo. Alimentos suplementados com fármaco são frequentemente utilizados para manter os peixes criados livres de doenças como Streptococcosis, Franciselose e outros. Infelizmente, o uso de antimicrobianos em indústrias de aquicultura e ambientes aquáticos pode selecionar cepas resistentes a agentes patogênicos e acumular antibióticos residuais em peixes e meio aquático. As bactérias resistentes aos antimicrobianos, ou seus genes de resistência, podem ser transferidos para seres humanos. As medidas preventivas com a vacinação parecem ser necessárias para evitar o surto de doenças, mas as vacinas não são sempre eficientes porque se baseiam em variantes estrangeiras das bactérias patogênicas e sob outras condições de crescimento de peixes. Este projeto tem como objetivo desenvolver e testar vacinas monovalentes e trivalentes feitas sob medida para tilapia usando três bactérias patogênicas do Brasil (Francisella noatunensis orientalis, Streptococcus agalactae e Aeromonas hydrophila). Assim, quatro grupos de 50 tilápias de 10 g serão criados a uma temperatura de 25 ± 2 ºC e em um fotoperíodo de 12 h de luz / 12 h de escuridão. Para a preparação de vacinas, bactérias patogênicas que crescem em seus meios apropriados, serão mortas pela adição de 1% de formaldeído. Uma dose de 0,05 mL de vacina com uma concentração de 109 células mL-1 será injetada na cavidade visceral do peixe, após 20 dias o inibidor com a mesma quantidade será injetado e, finalmente, o teste de desafio quatro semanas depois. A exploração de resultados será realizada medindo o efeito bactericida do plasma in vitro e o ELISA para determinação dos anticorpos triter. Os dados serão submetidos à ANOVA e ao teste de Tukey. 

Ver detalhes do projeto

  Maria José Tavares Ranzani de Paiva      IP

Aspectos de sanidade e reprodutivos de peixes de interesse econômico do Reservatório de Três Irmãos, rio Tietê. I-Tucunaré

n° SGP 1703

A construção de usinas hidroelétricas no estado de São Paulo tem como principal consequência a alteração do curso dos rios e de sua área alagada, provocando respostas ambientais diversas. Em relação aos peixes, houve a sucessão de algumas comunidades e a extinção de outras espécies. Tais mudanças desequilibram a estrutura das comunidades, determinando o desaparecimento ou proliferação de espécies e a instalação de organismos invasores de tal forma que algumas espécies, que ocorrem naturalmente em rios, são eliminadas ou reduzidas em sua abundância, enquanto outras encontram no novo ambiente um habitat favorável e tornam-se abundantes. Os tucunarés (Cichla spp) fazem parte desses peixes que foram favorecidos pela alteração desses ambientes e se tornaram abundantes nos reservatórios dos rios de São Paulo. Essa espécie possui importante valor econômico tanto na pesca comercial como na pesca esportiva, sendo responsável por uma grande arrecadação de divisas em algumas localidades. Este trabalho tem como objetivos avaliar a dinâmica da reprodução e o estado de higidez dessas populações de tucunaré no reservatório de Três Irmãos. Para tanto, serão realizadas amostragens sazonais em quatro pontos no corpo do reservatório, representativos dos ambientes lêntico, de transição e lótico. A proposta visa reconhecer padrões de épocas reprodutivas, avaliar a prevalência e incidência de parasitos nas brânquias e na musculatura, determinando seus possíveis efeitos no estado sanitário e potencial risco à saúde pública. Tais informações irão subsidiar medidas de manejo sustentáveis para esse importante recurso pesqueiro.

Ver detalhes do projeto

  Eduardo Makoto Onaka      IP

Prospecção e avaliação dos recursos genéticos de ostras em áreas de manguezais na costa sudeste do Brasil

n° SGP 1702

Para a preservação e o uso eficaz dos recursos genéticos aquícolas é necessário conhecer o status taxonômico das espécies e como a diversidade genética está distribuída entre as populações. Com esta pesquisa pretende-se identificar as espécies nativas e exóticas de ostras em áreas de manguezal no sudeste do Brasil, isolar e caracterizar um grande número de locos SSR e conhecer a diversidade genética de C. brasiliana. Para a identificação das espécies em diferentes pontos da costa sudeste do Brasil será utilizado o DNA barcode, baseado em um fragmento do gene mitocondrial citocromo c oxidase subunidade 1 (COI). Tendo em vista a importância econômica da ostra Crassostrea brasiliana, marcadores microssatélites (SSR) serão desenvolvidos a partir de sequenciamento de nova geração (NGS), utilizando a plataforma Illumina. Após a validação dos iniciadores, será feita a análise de polimorfismo. Em seguida, os SSR serão usados para avaliar a diversidade e a estrutura genética de populações naturais da ostra C. brasiliana. Cerca de 150 indivíduos serão analisados, oriundos de três estuários situados nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A genotipagem das amostras será realizada em um sequenciador automático 4300 DNA Analyser Li-Cor. A estrutura genética será determinada pela estatística F, utilizando a análise de distância par a par e AMOVA. Para verificar a existência de associação entre a distância genética e a distância geográfica, será realizado o teste de Mantel com base no programa Genepop v. 1.2. As taxas de fluxo gênico entre as diferentes localidades serão estimadas pela abordagem coalescente de máxima probabilidade no programa Migrate-N. Este estudo poderá fornecer bases para futuros programas de larvicultura associados ao melhoramento genético.

Ver detalhes do projeto

  Márcia Santos Nunes Galvão      IP

Subsídios para a gestão dos recursos pesqueiros no litoral sul de São Paulo e litoral do Paraná

n° SGP 1700

O litoral sul de São Paulo e do litoral do Paraná é reconhecido nacional e internacionalmente como terceiro ecossistema mais produtivo do Atlântico Sul, devido às suas características ambientais estarem muito bem preservadas. Devido a existência destas unidades, diversos fóruns de discussão das atividades produtivas são existentes, criando ambiente favorável para o desenvolvimento de uma gestão racional. É necessário para os fóruns sejam realmente efetivos, o suporte a estas instâncias, informações sobre as atividades produtivas. Dentre estas atividades, na região uma das principais é a pesca, estando entre as primeiras fontes de renda da maioria dos municípios da região. O projeto tem como principais objetivos a aquisição sistemática de informações sobre a atividade pesqueira nos municípios do litoral sul de São Paulo e do litoral do Paraná, visando avaliar a atividade pesqueira nestas áreas, subsidiando as ações de gestão das atividades pesqueiras regionais. A proposta foi estruturada para ser desenvolvida nos municípios de Iguape (SP), Ilha Comprida (SP), Cananéia (SP), Registro (SP), Guaraqueçaba (PR), Antonina (PR), Paranaguá (PR), Pontal do Paraná (PR), Matinhos (PR) e Guaratuba (PR), embora possa ser envolvidos outros municípios, dependendo do recursos pequeiro. O monitoramento terá como base o recolhimento das informações das pescarias de forma censitária em toda a região, com o recolhimento de dados da atividade pesqueira em diferentes tipos de pesca. Os dados serão georreferenciados e plotados para a análise e apresentação juntos aos fóruns das unidades de conservação da região, bem como através de publicações técnico-científicas.

Ver detalhes do projeto

  Jocemar Tomasino Mendonça      IP

A PESCA DE ROBALOS NA ÁREA ESTUARINA DA BAIXADA SANTISTA

n° SGP 1681

Mesmo com os intensos impactos socioambientais causados pela existência de um polo industrial e portuário, o Complexo Estuarino Santos-São Vicente-Bertioga é importante para algumas comunidades de pescadores profissionais artesanais da Baixada Santista e para a pesca recreativa que nesse ambiente compartilham o uso de alguns recursos, como os robalos Centropomus spp., de elevado valor comercial. Os esforços somados da pesca artesanal e da pesca esportiva que exercem pressão sobre os estoques de robalo demandam que tais sistemas pesqueiros sejam bem conhecidos para adequada gestão do recurso e do território. Este estudo visa contribuir para a caracterização da atividade pesqueira artesanal e recreativa voltadas à pesca do robalo na área referida acima, visando ampliar a compreensão sobre os processos ambientais e produtivos, bem como fornecer subsídios para a gestão pesqueira da área. Para isso, serão realizadas entrevistas que envolvem a caracterização socioeconômica, o conhecimento ecológico local e a percepção dos conflitos e dos impactos da atividade pesqueira sobre este importante recurso.

Ver detalhes do projeto

  Ingrid Cabral Machado      IP

Densidade de estocagem de tilápia em sistema de bioflocos (BFT)

n° SGP 1677

Apesar do sistema de biofloco (BFT) apresentar tecnologia bem desenvolvida para a produção de camarões marinhos no Brasil, a produção de tilápia nesse sistema está em desenvolvimento. Há poucos estudos sobre a influência da densidade de estocagem no desenvolvimento da espécie nas fases iniciais de criação em BFT, principalmente se considerarmos densidades próximas das que são comumente utilizadas em empreendimentos comerciais. Além disso, pelo fato do biofloco ser um recurso alimentar comprovadamente aproveitado pela espécie, não se tem conhecimento da eficácia da reversão sexual em larvas criadas em BFT. Assim, serão avaliadas técnica e economicamente cinco densidades (tratamentos) de estocagem de tilápia nas fases de reversão (2.000, 3.500, 5.000, 6.500 e 8.000 larvas m-3) e alevinagem (625, 900, 1.250, 1.600 e 2.500 ind m-3). O delineamento será inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os experimentos serão realizados no Laboratório de Nutrição do Centro do Pescado Continental. O sistema BFT será “in situ”, ou seja, a formação do biofloco se dará no mesmo tanque de produção dos peixes. Os animais serão mantidos em caixas de PVC (volume útil de 270 L), com aeração constante e controle de temperatura e das variáveis limnológicas (oxigênio, amônia, nitrito, nitrato, fósforo, alcalinidade, pH, sólidos sedimentáveis). Ao final do período experimental serão avaliados os parâmetros de desempenho produtivo (incluindo o índice de reversão, na fase larval) para cada tratamento. Será realizada, ainda, a avaliação econômica do sistema.

Ver detalhes do projeto

  Helenice Pereira de Barros      IP

Caracterização de empreendimentos aquícolas no sistema de tanques-rede do Estado de São Paulo

n° SGP 1674

A caracterização das unidades produtivas e o prognóstico de produção serão obtidos a partir da análise das informações disponibilizadas no processo de regularização/licenciamento das pisciculturas. A legalização dos projetos aquícolas deve servir de ferramenta para a elaboração de políticas públicas, a qual deve ser embasada em informações concretas sobre os sistemas produtivos visando o desenvolvimento da aquicultura. O processo de regularização (Decreto Federal nº 4.895/2003 e Instrução Normativa nº 6/2004) e o licenciamento ambiental dos empreendimentos aquícolas no Estado de São Paulo (Decreto n° 62.243/2016) envolvem informações sobre as unidades produtivas que podem servir como importante ferramenta para caracterização da atividade. Nos projetos para a solicitação de legalização junto aos órgãos competentes são apresentados os projetos técnicos das criações, com detalhamento de informações sobre a espécie criada, a quantidade e capacidade de produção das unidades produtivas, área dosempreendimentos e técnicas e manejo de produção adotadas. Além disso, são apresentados mapas, informações, documentos e formulários específicos. A partir das informações coletadas das pisciculturas nos processos de regularização/licenciamento é possível delinear um perfil da atividade e um prognóstico da produção, dados de importância para o ordenamento da atividade.
Assim, o objetivo do estudo é a caracterização dos empreendimentos aquícolas em processo de licenciamento no estado de São Paulo, visando subsidiar políticas públicas.

Ver detalhes do projeto

  Luiz Marques da Silva Ayroza      IP

INDICADORES DE EFICIÊNCIA BIOECONÔMICA APLICADOS EM UNIDADES FAMILIARES PRODUTORAS DE PESCADOS NA REGIÃO DO VALE DO RIBEIRA, SÃO PAULO

n° SGP 1670

Recentemente muitos governos do mundo tem tido um papel mais ativo no desenvolvimento da aquicultura, considerando a importância ou potencial no ambiente socioeconômico dos países. Contudo, percebe-se a clara importância que a aquicultura pode representar para o desenvolvimento social, econômico e ambiental das regiões, e ainda os aspectos à serem observados quando da formulação de políticas públicas. O objetivo deste projeto é aplicar indicadores bioeconômicos para avaliar unidades familiares produtoras de peixes em sistema semi-intensivo no Vale do Ribeira, região de Mata Atlântica no estado de São Paulo e realizar o benchmarking econômico das pisciculturas. O estudo será conduzido na Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA regional/ Vale do Ribeira) localizado no município de Pariquera-Açú, São Paulo, Brasil (latitude 24° 43’ 14’’ S e longitude 47° 52’ 43’’ O) onde serão realizadas reuniões com produtores e técnicos que atuam na área da piscicultura no Vale do Ribeira, que têm o objetivo de problematizar a realidade em que os produtores enfrentam em seu diferente meio de produção. A partir destas reuniões serão selecionadas no mínimo cinco propriedades produtoras de pescados (n=05), localizadas na região de abrangência do estudo como descrito na pagina 7 do projeto.Os parametros zootecnicos e limnológicos  serão avaliados a cada 30 dias, bem como a viabilidade econômica será realizada no termino do projeto. 

Ver detalhes do projeto

  Antonio Fernando Gervasio Leonardo      Apta Regional / IP

PISCICULTURA INTEGRADA COM PRODUÇÃO DE MACRÓFITAS ORNAMENTAIS

n° SGP 1654

A produção de tilápia representa uma alternativa para a piscicultura de água doce, especialmente aplicada para geração de renda para pequenos produtores, no entanto é necessário o desenvolvimento de metodologias de manejo e de tecnologias integradas, que visem reduzir os possíveis impactos ambientais do processo produtivo. Com crescimento da aquariofilia, o uso de macrófitas aquáticas ornamentais passou a ser muito rentável, desta forma permite ao produtor rural produzir proteína animal, tratar efluente com macrófitas reduzindo o impacto e ainda complementar a renda com a venda das plantas. Objetivo deste projeto é determinar em sistema integrado de recirculação, a eficiência das rações de 28 e 32% de proteína na produção de juvenis de tilápias, avaliando os efeitos no efluente, utilizando macrófitas para remoção do  nitrogênio e fósforo.O delineamento experimental será inteiramente casualizado com dois tratamentos e quatro repetições, serão utilizados 8 caixas d´agua de 500 litros, com entrada e saída de água constante. O povoamento será realizado com juvenis de tilápia do Nilo, revertidas sexualmente para machos, com peso médio de ± 30 g, sendo estocados na densidade de 5 peixes para cada 10 L-1. Os peixes serão arraçoados com ração comercial com seguintes níveis de proteína bruta T1: 28% P.B. e T2: 32% P.B. sendo que ambas serão fornecidas duas vezes ao dia em função da biomassa total, com taxa de 5% do peso vivo inicial e corrigida a cada biometria. Quinzenalmente os parametros limnologicos, zootecnicos serão avaliados bem como o crescimento das macrófitas. Os resultados obtidos serão utilizados para compor os cenários: 1) Piscicultura tradicional, no qual será analisado o custo do processo de manejo, o valor produto final e os impactos a qualidade da água. 2) Piscicultura integrada a macrófitas – na qual se realizarás as mesmas avaliações agregadas do custo de produção das macrófitas e o valor de mercado da mesma. 

Ver detalhes do projeto

  Antonio Fernando Gervasio Leonardo      Apta Regional / IP

QUALIDADE DA ÁGUA NO BRAÇO TAQUACETUBA -RESERVATÓRIO BILLINGS (SP): CONTRIBUIÇÃO DOS TRIBUTÁRIOS

n° SGP 1649

O projeto, em parceria com o Instituto de Biociências – USP, propõe a avaliação da qualidade da água no braço Taquacetuba do reservatório Billings (SP), através de análises físicas e químicas da água e do sedimento (incluindo análise de metais e grau de eutrofização) associada a utilização da fauna bentônica como bioindicadora. A amostragem será concentrada nos períodos seco e chuvoso (três coletas por período) ao longo de um ano, sendo 6 pontos de amostragem: 4 em tributários,1 na transposição Taquacetuba–Guarapiranga e 1 no corpo central na entrada do braço Taquacetuba. O objetivo do projeto é fornecer dados inéditos a respeito da influência dos tributários na qualidade da água no braço Taquacetuba, buscando avaliar o aporte de nutrientes e metais advindos destes tributários. Os dados obtidos poderão contribuir com programas de monitoramento da qualidade da água além de subsidiar futuras ações, por parte dos órgãos responsáveis, para melhoria da qualidade da água para captação e transposição com fins de abastecimento público e dos demais usos deste corpo d’água.

 

Ver detalhes do projeto

  Luciana Carvalho Bezerra de Menezes      IP

Mapeamento de habitats em áreas de proteção ambiental marinha e combate à pesca fantasma.

n° SGP 1643

O efeito da pesca vai além da retirada de biomassa, também gera os petrechos de pesca perdidos, abandonados ou descartados, conhecidos como petrechos fantasmas, problema recorrente na Área de Proteção Marinha do Litoral Centro no Estado de São Paulo (APAMLC). Os objetivos deste estudo na APAMLC são: mapear e classificar os habitats marinhos por imagens sonar e digitais; detectar, identificar e remover os petrechos fantasmas para reciclagem sustentável; avaliar os impactos causados no ambiente marinho e marcação das redes de arrasto de praia e emalhar para cadastro. No período de abril de 2017 a março de 2019 serão realizadas 10 campanhas para detecção e remoção de petrechos fantasmas por meio de sonar de varredura lateral, veículo operado remotamente (ROV), sistema de aeronave remotamente pilotada - RPAS (drone), câmera subaquática rebocada, mergulho científico e inspeção visual da superfície. Os resultados irão fornecer informações fundamentais para o ordenamento do território e estratégias para o manejo e conservação de recursos pesqueiros, viabilizar uma abordagem ecossistêmica à gestão das atividades humanas para proteger o ambiente marinho e reciclagem dos petrechos fantasmas para produtos poliméricos sustentáveis de alto valor ambiental agregado.

Ver detalhes do projeto

  Luiz Miguel Casarini      IP

PROTOCOLOS DE COLETA DE FEZES DO LAMBARI PARA ESTUDO DE DIGESTIBILIDADE

n° SGP 1639

O lambari-do-rabo-amarelo é uma espécie que está mudando o cenário da piscicultura em viveiros escavados no Estado de São Paulo, especialmente as pequenas propriedades, proporcionando fixação do homem no campo e geração de renda. Dentro do conceito que a alimentação é o fator de maior custo em uma piscicultura, o uso de dietas especificas de melhor qualidade pode ser um ponto importante para um empreendimento economicamente mais sustentável. O conhecimento dos valores digestíveis dos nutrientes, em especial a proteína, dos principais alimentos utilizados nas rações para peixes torna-se imprescindível para a obtenção de melhor desempenho, eficiência nos processos metabólicos e mitigação dos impactos ambientais. Previamente a isso, a metodologia empregada para a coleta de fezes neste tipo de estudo in vivo tem influencia direta na acurácia dos resultados, sendo essencial sua avaliação para padronização de um protocolo experimental, visando maior conteúdo de matéria seca de fezes necessárias para as análises laboratoriais, visto que o lambari é uma espécie de porte pequeno e consequentemente a quantidade de fezes produzida por dia também é pouca. Assim o presente estudo tem-se por objetivo desenhar um protocolo de coleta de fezes e manejo pré-coleta com intuito de obter maior conteúdo de fezes, para posterior estudo de digestibilidade e determinação de exigência dietética de proteína digestível.

Ver detalhes do projeto

  Eduardo Gianini Abimorad      IP

Avaliação do desempenho e crescimento de duas gerações de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) da linhagem Genomar Supreme

n° SGP 1635

Objetiva-se avaliar o crescimento de duas gerações da linhagem tilápia do Nilo, Genomar Supreme, geração G20 e G25. O experimento será realizado no Polo Alta Sorocabana - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), em Presidente Prudente - SP, localizado em 22º11' de latitude Sul, 51º23' de longitude Oeste e 458,3 m de altitude. Alevinos de tilápia, machos revertidos, de aproximadamente 3 g serão cultivados em sistemas de recirculação de água contendo tanques de 0,25 m³, a densidade de 80 peixes / m³, com quatro repetições (tanques). Os peixes serão alimentados três vezes ao dia com mesma ração comercial específica para cada fase de crescimento de acordo com a biomassa de cada tanque. Ao longo do crescimento, serão pesados e medidos oito peixes de cada tanque no início e aos 30, 60, 90, 120 e 150 dias de cultivo. Serão determinados a sobrevivência, ganho de peso, conversão alimentar e homogeneidade dos lotes em cada período. Modelos não lineares de crescimento serão ajustados para a determinação e comparação das taxas de crescimento. Será utilizado o delineamento experimental inteiramente casualizado, em esquema fatorial (2x6) com  2 tratamentos, 6 períodos e quatro repetições (tanques). O estudo do crescimento será realizado ajustando todos os dados do peso do peixe para o modelo exponencial, dado por y= Aekx, e modelo de Gompertz dado por y = Aexp(-Be-Kx). Adicionalmente serão determinadas as taxas de crescimento absoluta e relativa e o peso e idade à inflexão. Os parâmetros das curvas para cada geração serão comparados por seus intervalos de confiança a 95% de probabilidade.

Ver detalhes do projeto

  Vander Bruno dos Santos      Apta Regional / IP

Avaliação dos efeitos do fungicida APROACH PRIMA em girinos de rã-touro (Lithobates catesbeianus) através da análise de biomarcadores

n° SGP 1597

O uso de indicadores biológicos tem aumentado nos últimos anos, com o intuito de investigar a poluição ambiental, sendo que o ambiente aquático apresenta uma grande vulnerabilidade, tendo a agricultura papel de destaque como uma das principais atividades humanas que contribui para o aumento da poluição, devido à utilização de pesticidas. Essas substâncias, dentre os poluentes ambientais, têm recebido recente atenção pelo seu potencial em alterar populações e o dinamismo entre comunidades. Os biomarcadores podem ajudar a avaliar o estado de saúde das populações de anfíbios, atuando como parâmetros finais e subletais da intoxicação. Em virtude da necessidade de estabelecer biomarcadores com maior sensibilidade, precisão e informação rápida após da exposição e ação dos estressores ambientais e particularmente dos pesticidas usados no ambiente, será testada a análise do sistema pigmentar extracutâneo e especificamente nos órgãos hematopoiéticos como baço e fígado, onde residem os melanomacrófagos (MMCs). Os anfíbios anuros ocorrem em todos os continentes, apresentam ampla distribuição geográfica, sendo encontrados em todos os continentes, exceto na Antártica, sendo mais abundantes em países tropicais e a rã-touro é uma espécie já utilizada em ensaios de ecotoxicologia aquática. O Aproach® Prima é um fungicida sistêmico que contém picoxistrobina (do grupo das estrobilurinas, inibidores do fluxo de elétrons da respiração mitocondrial) e ciproconazole (do grupo dos triazóis, inibidores da biossíntese do ergosterol), usado em pulverizações preventivas, para o controle de doenças da parte aérea da cultura do algodão, arroz, café, cana-de-açúcar, milho, soja e trigo. Quanto à sua classificação toxicológica, pertence à classe III, sendo medianamente tóxico e quanto à classificação do potencial de periculosidade ambiental, pertence à classe II, muito perigoso ao meio ambiente, segundo dados da bula do produto. Este produto foi escolhido para realização dos ensaios ecotoxicológicos, em virtude de sua utilização na cultura no arroz inundado, que é a principal cultura da região do Vale do Paraíba e que apresenta grande interface com o ambiente aquático.

 

Ver detalhes do projeto

  Adriana Sacioto Marcantonio      Apta Regional / IP

Efeitos de nanopartículas grafeno associada a metais pesados Cd e Pb, em Oreochromis niloticus e Geophagus iporanguensis em diferentes temperaturas

n° SGP 1568

Nanoecotoxicologia é um tema muito recente e de grande interesse mundial, devido principalmente à falta de estudos conclusivos, que forneçam os mecanismos de interação de sistemas biológicos com nanomateriais, além de dosagens críticas e tempo de exposição. A nanopartícula de TiO2 e os elementos traços cádmio (Cd) e zinco (Zn) são amplamente empregados na indústria e frequentes em regiões poluídas. No entanto, são poucos os estudos que estabelecem as influências dessas substâncias na fisiologia e no metabolismo de peixes e camarões. O projeto tem como objetivo estudar os efeitos subletais do  TiO2 e do seu efeito combinado com Cd e Zn em três diferentes temperaturas (25°C, 20°C e 15°C), sobre o metabolismo de rotina da tilápia do Cará (Gophagus brasiliensi) e do camarão de água doce (Palaemon pandaliformis),  organismos de importância econômica e ecológica. A toxicidade do TiO2 e seu efeito combinado com o Cde Zn sobre o metabolismo será avaliado por meio do consumo de oxigênio, da excreção de amônia, dos parâmetros hematológicos e de biomarcadores enzimáticos e histológicos (método estereológico). A hipótese deste projeto é que com o aumento da temperatura associado com o efeito combinado do TiO2 com o Cd e Zn, haverá consequentemente um aumento da toxicidade, revelada pelo consumo de oxigênio, excreção de amônia, parâmetros hematológicos (peixe), hemolinfático (camarão) e biomarcadores enzimáticos e histológicos. Para isso, será avaliado os efeitos de exposições agudas a diferentes concentrações de TiO2 e de  Cd e Zn (0,001; 0,005; 0,01; 0,05; 0,1; 0,5ppm, 1ppm, 2,5ppm) sobre a CL50 e o metabolismo de rotina, parâmetros hematológicos, hemolinfáticos, estresse oxidativo e alterações histológicas. As taxas metabólicas serão estimadas através de experimentos realizados em cada uma das nove combinações possíveis de três temperaturas (25°C, 20°C e 15°C). Posteriormente será estudado os efeito agudo do TIO2, Cd e Zn nos parâmetros hematológicos, hemolinfáticos e sobre os biomarcadores enzimáticos e histológicosNanoecotoxicologia é um tema muito recente e de grande interesse mundial, devido principalmente à falta de estudos conclusivos, que forneçam os mecanismos de interação de sistemas biológicos com nanomateriais, além de dosagens críticas e tempo de exposição. A nanopartícula de TiO2 e os elementos traços cádmio (Cd) e zinco (Zn) são amplamente empregados na indústria e frequentes em regiões poluídas. No entanto, são poucos os estudos que estabelecem as influências dessas substâncias na fisiologia e no metabolismo de peixes e camarões. O projeto tem como objetivo estudar os efeitos subletais do  TiO2 e do seu efeito combinado com Cd e Zn em três diferentes temperaturas (25°C, 20°C e 15°C), sobre o metabolismo de rotina da tilápia do Cará (Gophagus brasiliensi) e do camarão de água doce (Palaemon pandaliformis),  organismos de importância econômica e ecológica. A toxicidade do TiO2 e seu efeito combinado com o Cde Zn sobre o metabolismo será avaliado por meio do consumo de oxigênio, da excreção de amônia, dos parâmetros hematológicos e de biomarcadores enzimáticos e histológicos (método estereológico). A hipótese deste projeto é que com o aumento da temperatura associado com o efeito combinado do TiO2 com o Cd e Zn, haverá consequentemente um aumento da toxicidade, revelada pelo consumo de oxigênio, excreção de amônia, parâmetros hematológicos (peixe), hemolinfático (camarão) e biomarcadores enzimáticos e histológicos. Para isso, será avaliado os efeitos de exposições agudas a diferentes concentrações de TiO2 e de  Cd e Zn (0,001; 0,005; 0,01; 0,05; 0,1; 0,5ppm, 1ppm, 2,5ppm) sobre a CL50 e o metabolismo de rotina, parâmetros hematológicos, hemolinfáticos, estresse oxidativo e alterações histológicas. As taxas metabólicas serão estimadas através de experimentos realizados em cada uma das nove combinações possíveis de três temperaturas (25°C, 20°C e 15°C). Posteriormente será estudado os efeito agudo do TIO2, Cd e Zn nos parâmetros hematológicos, hemolinfáticos e sobre os biomarcadores enzimáticos e histológicos

Ver detalhes do projeto

  Edison Barbieri      IP

Peixe da Ilha: um novo modelo de produção de peixes marinhos no Brasil"

n° SGP 1553

O atual sistema brasileiro de produção de peixes marinhos ocorre em tanques-rede cujas panagens (redes) são de nylon multifilamento. O multifilamento é um substrato ideal para o desenvolvimento de incrustações biológicas, acarretando diversos problemas econômicos e ambientais à produção. A malha de cobre é eficiente em reduzir as bioincrustações além de reduzir os riscos de escape dos peixes por ocasião das trocas de panagens. Além da falta de equipamentos apropriados, a carência em conhecimento técnico faz com que o monocultivo do bijupirá predomine e o potencial de outras espécies nativas não seja explorado. Uma destas espécies é o olhete, que apresenta elevado valor de mercado no BrasilO objetivo deste projeto é o de desenvolver um modelo de processo produtivo de peixes marinhos (olhete, bijupirá) utilizando tanques-rede de panagens de cobre. Paralelamente, pretende-se avaliar a viabilidade da pré-engorda destas espécies em sistemas de recirculação de água salgada, visando o povoamento dos tanques-rede com animais de maior peso e mais resistentes. Os resultados advindos deste projeto darão origem a uma proposta de inovação que absorvida pela cadeia produtiva ampliará a viabilidade econômica e a sustentabilidade da piscicultura marinha em ambientes costeiros. Como produto final, esperamos ofertar ao mercado um processo inovador de cultivo de duas espécies nativas de alto valor econômico, baseado em metodologias de manejo cientificamente testadas e em um processo produtivo em harmonia com o meio ambiente.

Ver detalhes do projeto

  Eduardo Gomes Sanches      IP

Boas práticas de manejo na produção de juvenis de tilápia do Nilo

n° SGP 1550

Mundialmente, o grande volume de produtos da aquicultura advém de pequenas e médias propriedades e no Brasil, a aquicultura familiar também contribui significativamente para a produção de pescado. No oeste do Estado de São Paulo, os produtores de tilápias em tanques-rede destacam o elevado preço da ração e a falta de qualidade e oferta de juvenis e alevinos de tilápia como os principais problemas do setor. Neste sentido, a produção de juvenis de tilápia do Nilo para abastecer a fase de engorda desta espécie em sistema de tanques-rede representa uma interessante opção de obtenção de renda e diversificação da produção para produtores familiares. Uma maneira de melhorar a eficiência deste sistema é reduzir os gastos com o arraçoamento, que representa o maior custo de produção. Em estudo recente realizado por nosso grupo de pesquisa (Processo Fapesp 2013/18721-6), testamos a inclusão de substratos de bambu para produção de perifiton em tanques-rede e verificamos que, dependendo da biomassa de peixe estocada e do manejo alimentar adotado (com ou sem restrição), a inclusão do substrato pode reduzir até 40% da ração ofertada, diminuindo também o tempo de cultivo em até 55 dias. Em continuidade a este estudo, justificamos a necessidade de avaliar a inclusão de substratos na produção de juvenis de tilápia do Nilo (peso médio de 2 a 40 g), com o objetivo de desenvolver um modelo produtivo: mais eficiente e rentável para que, em pequenos módulos produtivos, pequenos produtores possam obter renda e sustentar a atividade em longo prazo. Um experimento em parcelas subdivididas, com 2 fatores principais (com substrato e sem substrato) e 2 fatores secundários (alimentação com 100% e com 50 % da porção diária recomendada) com 3 repetições será instalado em 6 viveiros escavados com dois hapas em cada um, sendo cada unidade experimental representada por um hapa. Serão avaliados: o desempenho produtivo, a mortalidade acumulada, a sanidade, o conteúdo estomacal, viabilidade técnica e econômica e os serviços ecossistêmicos prestados por este sistema de produção.

Ver detalhes do projeto

  Fabiana Garcia Scaloppi      IP

RESGATE DA PESCA NO RESERVATÓRIO DE TRÊS IRMÃOS, BAIXO RIO TIETÊ: RECURSOS, TECNOLOGIAS E ASPECTOS SOCIAIS E ECONÔMICOS

n° SGP 1549

A pesca constitui-se em importante atividade econômica, social e cultural no mundo, na qual produz emprego, renda e alimento para as comunidades e população em geral. Entretanto, esta atividade necessita ser melhor administrada para orientar os usuários na preservação do ambiente aquático e dos recursos visando políticas pesqueiras mais adequadas ao setor.

              A atividade pesqueira continental no Estado de São Paulo é praticada principalmente em áreas represadas e em trechos livres de grandes rios. Em função da política de geração de energia elétrica, bem como do avanço crescente de processos de industrialização em diferentes regiões do Estado, os grandes rios tornaram-se importantes hidrovias no transporte de grãos e outros produtos, sendo secundária sua importância como geradores de alimentos proveniente da pesca (CASTRO et al., 2004), quando comparados aos rios da Amazônia e reservatórios do Nordeste do Brasil. No entanto, vale destacar a atividade pesqueira de pequena escala como geradora de renda, alimento e emprego para as populações ribeirinhas e para aqueles que vivem no entorno dos reservatórios, os chamados pescadores de barragens (PETRERE, 1996).

             As informações sobre as coletas e análises de peixes obtidas através de fichas de desembarque diárias são ferramentas muito importantes no planejamento futuro da pesca nos rios e reservatórios.

Essas informações são úteis para aplicação de medidas de manejo como a estocagem de peixes ou peixamento, de forma a contribuir para a sustentabilidade da pesca. Tais estudos contribuem para a preservação do meio aquático, da atividade pesqueira, ou seja, para que não falte emprego ao pescador, lazer aos usuários (pesca esportiva) e que tenha sempre pescado na mesa da população em geral.

            O presente projeto tem como objetivo gerar e resgatar informações da pesca no reservatório de Três Irmãos através de dados secundários e primários, levando em conta os aspectos sócio-econômicos dos pescadores, a estrutura e dinâmica da atividade e o monitoramento da produção, esforço pesqueiro e CPUE durante dois anos.

Ver detalhes do projeto

  Paula Maria Gênova de Castro Campanha      IP

Comunidade Aquática e Monitoramento da Qualidade da Água da Área de Preservação Ambiental Permanente - APP do Parque Dr. Fernando Costa

n° SGP 1536

~~Estadual Dr. Fernando Costa, acompanhando a qualidade da água através da análise de parâmetros físicos e químicos e, da toxicidade utilizando-se o ensaio com o embrião de peixe Danio rerio. A pesquisa se dará por meio de coletas sazonais de amostras de água, de perifiton, zooplâncton, ictiofauna e registro fotográfico de anfíbios, com vistas à obtenção de informações para geração de um banco de dados das espécies presentes no sistema hídrico existente na APP do parque, visando a elaboração futura de um plano de manejo e recuperação dessa área. Visa também, disseminar as informações levantadas ao público em geral sob a óptica da educação ambiental. Os trabalhos serão realizados com metodologias apropriadas para coleta de organismos em lago, cujos números aferidos servirão de parâmetros para subsidiar estudos mais aprofundados.~~Na cidade de São Paulo, informações acerca de dados científicos e a identificação de espécies aquáticas em parques urbanos são escassas mesmo tratando-se de áreas protegidas pela legislação, como em áreas de proteção permanente - APP. Também é grande a falta de fiscalização e controle do abandono de espécies exóticas e não nativas em ambientes como parque e praças, revelando uma necessidade grande de melhores proposições para educação ambiental e manejo das áreas de conservação do município. O presente trabalho visa minimizar as lacunas nesse segmento, tratando de realizar um levantamento dos organismos da comunidade aquática (perifiton, zooplâncton e ictiofauna) da Área de Preservação Permanente do Parque

Ver detalhes do projeto

  Cíntia Badaró Pedroso      IP

Efeitos in vitro e in vivo de fungicidas no desenvolvimento de Aphanomyces spp. em ovos de Danio rerio

n° SGP 1535

~~Resumo da proposta (até 1.600 caracteres):
O oomiceto mais comum que acomete os peixes é do gênero Saprolegnia spp., porém outros   menos conhecidos causam infecções semelhantes como aqueles pertencentes ao  gênero Aphanomyces ssp. A matéria orgânica proveniente de ovos mortos, excretas e resto de alimentos aliada a baixa qualidade da água constituem os fatores principais para a proliferação desses organismos.  Os oomicetos são conhecidos como mofos aquáticos por serem saprófagos, mas não são mais considerados fungos. Atualmente eles pertencem ao reino Chromista. Após 2004, o filo Oomycota foi designado a este novo reino, devido as  características da substância da parede celular e dos zoósporos, que os diferenciam dos fungos verdadeiros. Os produtos mais utilizados com ação “fungicida” são o peróxido de hidrogênio, formaldeído, azul de metileno, permanganato de potássio, cloreto de sódio e bronopol. O objetivo principal do presente projeto é avaliar a ação fungicida do bronopol, azul de metileno, peróxido de hidrogênio e formol no desenvolvimento das hifas de Aphanomyces spp., em meio de cultura e nos ovos de Danio rerio, verificando-se a eclosão e viabilidade dos mesmos. Os experimentos serão realizados em três etapas. Na etapa I o fungo será isolado, identificado e cultivado em ágar levedura, após a coleta dos mesmos em ovos de D. rerio e na água de cultivo. Na etapa II serão realizados ensaios in vitro, em delineamento experimental inteiramente casualizado com 7 tratamentos (concentrações dos produtos na solução aplicada nos poços) e três repetições, onde serão medidos os halos de inibição das diferentes concentrações dos fungicidas no crescimento das hifas de Aphanomyces ssp., em poços de 5mm de diâmetros feitos em placas de Petri e meio de cultura específico. Na etapa III, serão feitos ensaios in vivo com ovos recém fertilizados de D. rerio oriundos do Laboratório de Criação de Danio rerio pertencente a Unidade Laboratorial de Referência em Patologia de Organismos Aquáticos do Centro de Pesquisa em Aquicultura (CPA), expondo os ovos à concentrações subletais dos fungicidas em placas com 24 poços e 2ml de solução por um período de 96 horas. Os dados dos ensaios in vitro serão submetidos à ANOVA após à análise de normalidade e homogeneidade de variância e, posteriormente, suas médias serão comparadas pelo teste de Tukey. Nos ensaios in vivo, a diferença entre as concentrações testadas será verificada através de estatística paramétrica, visando a determinação da CENO (concentração mais elevada que estatisticamente não teve efeito observado significativo) e CEO (concentração que estatisticamente provocou um efeito observado significativo), utilizando-se o programa estatístico TOXSTAT.
                                                 

Ver detalhes do projeto

  Cíntia Badaró Pedroso      IP

Estudo morfológico e molecular de espécies do filo Oomycota isoladas de cultivo de truta arco-íris (Oncorhynchus mykiss Walbaum) em Campos do Jordão, estado de São Paulo, Brasil

n° SGP 1531

A truta arco-íris (Oncorhynchus mykiss Walbaum), originária da América do Norte e introduzida no Brasil na década de 40, é hoje um exemplo de sucesso na criação de peixes em regiões frias e montanhosas do país. No entanto, problemas com parasitas tem causado preocupação aos piscicultores, pois os patógenos afetam a qualidade do pescado e interferem no sistema de cultivo. Saprolegniose, doença causada por oomicetos do gênero Saprolegnia, é a mais conhecida das parasitoses e está presente principalmente nos ovos de O. mykiss. Representantes de outros gêneros do filo Oomycota também são normalmente registrados como patógenos, tais como AchlyaAphanomyces e Dictyuchus. Em vista disto, o presente projeto foi elaborado com o objetivo de avaliar a riqueza e a diversidade dos representantes do filo Oomycota em truticulturas localizadas em Campos do Jordão, em diferentes fases do cultivo do peixe. Para isto, serão coletadas amostras da água que abastecem os sistemas; dos tanques de criação, nas diferentes fases de desenvolvimento da truta; bem como da água de saída dos tanques. Em laboratório, as amostras serão tratadas pelo método de iscagem múltipla com substratos celulósicos e queratinosos, a fim de se obter o maior número de espécimes. Peixes e ovos sintomáticos serão também analisados por meio de coleta direta do micélio e posterior inoculação em meio de cultura. As espécies serão identificadas por meio de análises morfológicas e moleculares, documentadas, descritas e incorporadas ao acervo do Instituto de Botânica (CCIBt e/ou Herbário SP). As sequências obtidas serão disponibilizadas no banco de dados do GenBank. Este projeto é pioneiro no Brasil considerando o estudo da diversidade de oomicetos em sistema de cultivo de truta, bem como nas diferentes fases de desenvolvimento do peixe, possibilitando assim a detecção dos pontos de entrada dos eventuais patógenos no sistema.
 

Ver detalhes do projeto

  Yara Aiko Tabata      Apta Regional / IP

Monitoramento da qualidade de água em córregos do município de Adamantina

n° SGP 1524

A água é um recurso ambiental finito, fundamental para existência de vida na terra e para o funcionamento da sociedade, já que está presente em todos os seus setores. O presente trabalho tem por objetivo analisar a qualidade da água em diferentes córregos no município de Adamantina-SP decorrente da influência dos seus distintos usos e a ocupação de solo nas regiões nos seus entornos. Serão analisadas amostras das águas em quatro pontos de coleta distribuídos nos córregos Lambari, Taipus e Tocantins, os quais forma escolhidos de acordo com a localização geográfica e condições do localdo uso e ocupação do solo. As coletas serão realizadas bimestralmente, a partir das amostras de água colhidas serão analisadas variáveis físicas, químicas e biológicas entre elas: ferro; cálcio; manganês; cor; pH; oxigênio dissolvido; condutividade elétrica; turbidez; demanda bioquímica de oxigênio; coliformes totais. Os resultados obtidos serão analisados de acordo com a legislação vigente permitindo avaliar suas condições em relação à fins agrícolas e possibilitando identificar possíveis localidades contaminadas na região.

Ver detalhes do projeto

  Denilson Burkert      Apta Regional / IP

AVALIAÇÃO MULTIDIMENCIONAL DA SUSTENTABILIDADE DOS SISTEMAS PESQUEIROS MARINHOS E ESTUARINOS DO ESTADO DE SÃO PAULO, BRASIL

n° SGP 1510

A pesca extrativa é uma das mais antigas atividades realizadas pelo homem e apresenta até os dias de hoje grande importância como fonte de renda, emprego e alimento para uma considerável parcela da população, tanto no âmbito nacional, como mundial. O Estado de São Paulo possui o sistema de monitoramento pesqueiro marinho e estuarino mais abrangente do Brasil, com a realização de cerca de 80 mil entrevistas anuais com pescadores ao longo de toda sua costa. Complementarmente também foram realizados recentemente um Censo da Pesca e um Projeto de Caracterização Sócioeconômica da Atividade de Pesca e Aquicultura. Estas iniciativas geraram um grande volume de informações detalhadas sobre a atividade pesqueira no Estado que deve ser sumarizado e analisado de forma a facilitar sua utilização na orientação de políticas públicas e no subsídio à gestão do uso dos recursos pesqueiros. Propõem-se para tal a aplicação do método Rapfish, técnica de avaliação multidisciplinar que permite determinar o estado da sustentabilidade das pescarias por seus aspectos ecológicos, econômicos, éticos, sociais, tecnológicos e institucionais de acordo com os parâmetros indicados pelo Código de Conduta para a Pesca Responsável da Organização.

Ver detalhes do projeto

  Antônio Olinto Ávila da Silva      IP

Avaliação do Mycosorb A+ sobre o desempenho e respostas fisiopatológicas de tilápia-do-Nilo alimentadas com rações contendo micotoxinas.

n° SGP 1369

A pesquisa terá como objetivo avaliar o adsorvente de micotoxinas Mycosorb A+ em rações para tilápia do Nilo e sua ação frente aos possíveis fatores deletérios das micotoxinas presentes no alimento. Atualmente é muito comum a presença de várias micotoxinas em matérias primas utilizadas nas formulações de rações para peixes e pouco se sabe sobre a sua ação no metabolismo nutricional. Serão utilizados seis tratamentos T1: Ração a base de milho com micotoxina natural; T2: Ração a base de milho com micotoxina natural + MA+ 0,75 kg/ton; T3: Ração a base de milho com micotoxina natural + MA+ 1,75 kg/ton; T4: Ração a base de milho com micotoxina natural + Afla 1ppm/Fumo 20 ppm, sem MA+; T5: Ração a base de milho com micotoxina natural + Afla 1ppm/Fumo 20 ppm, 0,75 kg MA+ e T6: Ração a base de milho com micotoxina natural + Afla 1ppm/Fumo 20 ppm, 1,75kg MA+. O delineamento será inteiramente casualisado com seis tratamentos e seis repetições.  Os peixes (peso inicial 50g) serão mantidos em um sistema de recirculação de água composto por caixas em PVC com capacidade para 310L, com controle de temperatura, oxigenação e filtro físico e biológico. As rações serão extrusadas no Instituto de Pesca e ao final do período experimental serão avaliados os parâmetros de desempenho produtivo, histopatologia, bioquimica e hematologia clínica.

Ver detalhes do projeto

  Giovani Sampaio Gonçalves      IP

ESTUDO DA VARIABILIDADE GENÉTICA DE THUNNUS OBESUS E THUNNUS ALALUNGA NO LITORAL SUDESTE E SUL DO BRASIL

n° SGP 1362

Atuns são animais pelágicos pertencentes a família Sconbridae, possuem ampla distribuição mundial devido a grande migração da espécie. São considerados um importante recurso pesqueiro, principalmente na área alimentícia. As espécies de maior valor comercial pertencem ao gênero Thunnus, dentre eles duas espécies analisadas neste estudo: Thunnus obesus, e Thunnus alalunga, popularmente conhecidos como albacora-bandolim e albacora-branca, respectivamente. Considerando a relação direta entre a variabilidade genética de um estoque e sua produtividade total, o presente projeto visa caracterizar a diversidade molecular destas espécies na costa sudeste sul do Brasil, utilizando marcadores moleculares do DNA mitocondrial. Os resultados do presente estudo deverão contribuir com o ordenamento pesqueiro pela delimitação de populações e caracterização de áreas favoráveis à pesca sustentável.

Ver detalhes do projeto

  Alberto Ferreira de Amorim      IP

Desenvolvimento ordenado e potencial da produção da macroalga Kappaphycus alvarezii no Estado de São Paulo para extração do biofertilizante

n° SGP 1353

Resumo

 

A extração dos recursos marinhos passou de uma atividade equilibrada e aceitável a uma dimensão drástica de sobrexplotação. A implantação da atividade do cultivo de algas pode ser uma alternativa viável para mitigar o problema. Esse trabalho tem como objetivo fornecer subsídios técnicos para o desenvolvimento ordenado e responsável da algicultura no Litoral Norte de São Paulo, estudando o efeito do extrato na cultura de alface na agricultura, analisando o potencial e os impactos econômicos da algicultura para a produção de estimulante agrícola propondo o ordenamento espacial das fazendas marinhas de macroalga K. alvarezii utilizando geotecnologias. Serão considerados dados ambientais e tecnológicos da produção de macroalga, a caracterização do sistema produtivo, a situação atual dos cultivos já implantados, a legislação vigente e dados pretéritos de ordenamento. Serão estimados também a viabilidade econômica e o custo da produção, e, por análise prospectiva, serão avaliados cenários considerando-se a produção total de algas para bioestimulante agrícola nas áreas potenciais. Este trabalho poderá contribuir na elaboração de projetos em Políticas Públicas para a implantação de programas que incentivem o desenvolvimento responsável da cadeia produtiva da algicultura contribuindo com a geração de renda e incentivo à implantação de novos cultivos, consolidando a atividade no Litoral Norte de SP.

Palavras-Chave: políticas públicas, ordenamento espacial, maricultura, geotecnologia 

 

 

Ver detalhes do projeto

  Valeria Cress Gelli      IP

AVALIAÇÃO DA PESCA NÃO REPORTADA MARINHA E ESTUARINA NA BAIXADA SANTISTA

n° SGP 1339

Como capturas pesqueiras entende-se o que foi retirada da água, ainda que possa não ser descaregado em terra. Dados de capturas pesqueiras são importantes para emprego  em estudos de avaliação de estoques pesqueiros, bem como no dimensionamento de frotas. Entretanto, somente o que é descarregado (desembarcado) é registrado na estatistica oficial, subestimando as reais capturas. Além disso, existem descargas que não são conhecidas e, mesmo apresentando o melhor e mais antigo registro de capturas pesqueiras no país, diversas lacunas ainda persistem quanto ao conhecimento dos desembarques pesqueiros a longo do Estado de São Paulo. Esta proposta objetiva conhecer e estimar as capturas não reportadas da pesca no litoral da Baixada Santista, motivadas seja pela pulverização dos desembarques da pesca artesanal, de subsistência, da descartada a bordo e da recreativa. Serão empregadas diferentes estratégias de coleta de dados para cada tipo de pesca, consideradas as suas características, incluindo a experiência e a colaboração dos atores envolvidos nessas atividades. Este projeto envolve estudantes de graduação (bolsistas de iniciação científica) e de pós-graduação.

Ver detalhes do projeto

  Acácio Ribeiro Gomes Tomás      IP
  Sobre

O SGP (Sistema de Gestão de Pesquisa) foi implementado em todas as unidades APTA, para centralizar o controle de todos os projetos desenvolvidos sob sua supervisão. [Ler mais]

Endereço APTA – São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, 254, 2º andar - República, São Paulo - SP

Fone : (11) 5067-0447 e 5067-0427

  Endereço APTA – Campinas

Avenida Barão de Itapura, 1481 - Botafogo, Campinas - SP

Fone : (19) 2137-8930