Projetos APTA no Instituto de Zootecnia

Página Inicial / Busca de Projetos

70 projetos ativos encontrados - pág. 1 de 3

Desenvolvimento e avaliação de produto formulado com óleos essenciais no que se refere à eficácia em relação a pragas, insetos, helmintos, nematoides, ácaros, tendo importância veterinária e humana.

n° SGP 1646
  1. OBJETIVO DO PROJETO:

 

Atestar cientificamente que formulação com óleos essenciais possui efeito acaricida e inseticida para uso externo em animais de interesse zootécnico.

 

  1. JUSTIFICATIVA DO PROJETO

 

Carrapatos e moscas, como o carrapato-do-boi (espécie Rhipicephalus microplus), mosca-do-chifre (Haematobia irritans), mosca do berne (Dermatobia hominis), trazem grandes prejuízos ao produtor rural, principalmente na pecuária leiteira e confere à indústria farmacêutica veterinária vultosa receita em vendas de produtos carrapaticidas e mosquicidas que, ultimamente, têm apresentado resultados insatisfatórios no controle, em função do desenvolvimento de cepas geneticamente resistentes. Um problema que as usinas de cana-de-açúcar e os pecuaristas vêm enfrentando atualmente é a proliferação da mosca do estábulo (Stomoxys calcitrans), que tem causado grandes prejuízos econômicos na região noroeste do Estado de São Paulo.

O cascudinho, espécie Alphitobius diaperinus, é um inseto da ordem Coleoptera, encontrado na cama de aves, e considerado praga em aviários, seja de frangos de corte ou poedeiras, trazendo prejuízos econômicos de grande monta para a atividade.

Em estudos prévios os óleos essenciais têm apresentado atividade superior a produtos comerciais no combate a pragas da agropecuária. Óleos essenciais são produtos naturais oriundos de plantas, e por isso o seu uso proporciona carne e leite sem resíduos de produtos químicos comerciais. A Secretaria da Agricultura tem priorizado a saudabilidade nas práticas de produção que visam um produto final de qualidade superior para o consumidor final.

Testes realizados em laboratório com o carrapato Rhipicephalus microplus, e testes preliminares realizados no campo com um produto oriundo de uma formulação desenvolvida no Instituto de Zootecnia, juntamente com a empresa HYG Systems, têm mostrado o potencial de controle sobre populações de carrapato, moscas e insetos.

Uma vez confirmada a boa eficácia do produto desenvolvido pelo IZ em parceria com a empresa HYG, este pode se tornar muito bem aceito no mercado por se tratar de um produto de origem natural, com menos resíduos que causam malefícios para a saúde humana e animal.

 

 

Ver detalhes do projeto

  Luciana Morita katiki      IZ

Plantas espontâneas em pastagem: Potencial forrageiro e sua contribuição para sustentabilidade dos sistemas de produção

n° SGP 1609

Plantas espontâneas existentes em pastagens, embora descritas como plantas daninhas ou invasoras, ocupam um nicho específico neste ecossistema e devem ser estudadas procurando-se elucidar os benefícios que podem trazer ao meio em que estão presentes através da ciclagem de nutrientes via parte aérea e raízes, bem como pelo seu potencial forrageiro para alimentação animal. Este trabalho tem como objetivo avaliar esta contribuição conhecendo-se composição química e capacidade de extração de nutrientes do solo por essas  plantas  e pelo seu valor nutritivo. O experimento será conduzido em casa de vegetação no Instituto de Zootecnia em Nova Odessa, SP e serão avaliadas  cinco plantas: gramínea forrageira (Brachiaria decumbens cv. Ipean), leguminosa forrageira (Macrotyloma axillare NO 279) e três plantas espontâneas (Bidens pilosa, Sida rhombifolia e Amaranthus viridis) nas fases de crescimento vegetativo e reprodutivo, estabelecidas com o corte das plantas e destruição dos vasos, realizados em cada uma dessas fases, respectivamente. O delineamento será de blocos completos casualizados em esquema fatorial 5 x 2 (cinco plantas e dois cortes), com quatro repetições  totalizando 40 unidades experimentais (40 vasos). Em cada corte a parte aérea das plantas será separada nas frações colmo ou ramos e folhas com determinação da área foliar através aparelho integrador de área foliar LI 3100, coleta de solo para análise química e a separação do sistema radicular. Será determinada a massa seca de cada componente da planta (parte aérea e raízes) bem como sua composição em  macronutrientes (N, P, K, Ca, Mg e S). Nas folhas serão realizadas também a análise bromatológica (proteína bruta, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, lignina) e digestibilidade in vitro da MS.

Ver detalhes do projeto

  Flavia Maria de Andrade Gimenes      IZ

Eficiência do suplemento alimentar ©BeesVita Plus (BVP) para prevenção de doenças em Apis mellifera africanizadas, em condições tropicais.

n° SGP 1594

Cerca de um terço dos alimentos que chegam às nossas mesas dependem da polinização das abelhas. Além da produção de alimentos em áreas agrícolas por meio da polinização, esses insetos são vitais também na manutenção de sistemas naturais. A obtenção de produtos apícolas, os quais são amplamente utilizados pelo ser humano para diversas finalidades, dentre as quais alimentação e produção de cosméticos soma-se ao conjunto de fatores que tornam as abelhas organismos de grande importância econômica. Todavia, a produção de alimentos, os serviços ecossistêmicos e a comercialização de produtos apícolas vêm sendo comprometidos nas últimas duas décadas devido ao declínio de populações desses polinizadores. Este declínio tem sido observado em todo o mundo e vem sendo atribuído a diversas causas, dentre as quais doenças, longos períodos de estiagem, aumento das áreas de monoculturas, baixa qualidade nutricional e uso inapropriado de agrotóxicos na agricultura. Para designar tal fenômeno adotou-se, de forma generalizada, o termo CCD (do inglês, Colony Collapse Disorder) ou Síndrome do Colapso da Colônia, muito embora tal termo, em sentido estrito, se refira a casos em que a colônia entra em colapso devido à perda repentina da população adulta, com características específicas. No Brasil o termo mais adotado é declínio e enfraquecimento, visto que não ocorre repentinamente, salvo poucas exceções. Além dos fatores antrópicos envolvidos com o fenômeno, normalmente, há uma queda na população das abelhas durante períodos de seca ou invernos rigorosos. Na tentativa de auxiliar as abelhas a sobreviverem a esses longos períodos de escassez de alimento e/ou excesso de frio ou chuvas, diferentes suplementos alimentares têm sido testados. No entanto, essas dietas não foram eficientes para a suplementação alimentar das abelhas. Desde 2009, na região da Toscana na Itália, um novo alimento tem sido testado e se mostrou muito eficiente não apenas na suplementação alimentar das abelhas, mas também no combate ao CCD. Em condições artificiais, em abelhas confinadas em pequenas caixas em laboratório, a alimentação com ©BeesVita Plus (BVP) ativou genes envolvidos na resposta imune e de metabolismo celular em relação ao grupo controle que era alimentado apenas com xarope (solução de água e açúcar, com concentração de 50%) e pão de abelha (do inglês beebread), que é o pólen armazenado pelas abelhas e fermentado. Na presente pesquisa, investigaremos a eficiência da suplementação de enxames de Apis mellifera africanizadas com BVP ao longo de um ano, avaliando a capacidade de manutenção da colônia e resistência e tolerância a doenças como a varroatose e nosemose, as quais afiguram-se como os principais problemas sanitários da apicultura na atualidade.

Ver detalhes do projeto

  Érica Weinstein Teixeira      Apta Regional / IZ

Caracterização da puberdade em machos da raça Nelore, com consumo alimentar residual divergente e suplementados com ácidos graxos poliisaturados

n° SGP 1589

A eficência alimentar é muito importante para os programas de melhoramento. O consumo alimentar residual (CAR) é um indicador que apresenta uma correção do consumo alimentar para o peso do animal e o ganho em peso. Além dessa característica, a puberdade é importante para o melhoramento reprodutivo dos bovinos. A produção e qualidade do sêmen são influenciadas por vários fatores, principalmente a nutrição. Os ácidos graxos poliinsaturados (AGPs) têm efeito sobre o desempenho reprodutivo dos machos. Poucos estudos foram feitos para avaliar o impacto da seleção genética para eficiência alimentar na reprodução das raças zebuínas. Dentro do contexto abordado, o objetivo do presente trabalho é de avaliar os efeitos da suplementação com AGPs na puberdade e nas características seminais de machos da raça Nelore selecionados para CAR. Serão selecionados por ano 50 bovinos jovens de 12 meses do rebanho tradicional (NeT) para consumo alimentar residual do Instituto de Zootecnia (IZ) no município de Sertãozinho. Estes animais serão divididos em 3 grupos: sendo o primeiro grupo
suplementado com AGPs composto por 20 animais (10 CAR negativo e 10 CAR positivo); o segundo grupo será suplementado com uma dieta isoprotéica ao do primeiro grupo mas sem AGPs composto por 20 animais (10 CAR negativo e 10 CAR positivo); e o terceiro grupo sem suplementação apenas no pasto composto por 10 animais (5 CAR negativo e 5 CAR positivo). Serão feitas avaliações entre 12 e 24 meses de idade a cada 28 dias de peso, ECC, altura da garupa e ultrassom de carcaça. Além disso, serão avaliadas mensuração do perímetro escrotal, ultrassonografia testicular e glandular e coleta de sêmen para averiguar as características seminais e posteriormente criopreservação. Após descongelação serão realizados novos testes da qualidade espermática.

Ver detalhes do projeto

  Fabio Morato Monteiro      IZ

ASSOCIAÇÕES GENÉTICAS ENTRE CARACTERÍSTICAS REPRODUTIVAS EM BOVINOS DA RAÇA CARACU

n° SGP 1556

A raça Caracu é uma raça bovina nacional formada após 400 anos de cruzamentos e adaptada a diferentes ambientes. A raça Caracu possui os aspectos morfológicos de cabeça reduzida também chamada de “cara-curta”, carcaça pesada, ossatura bruta e exagerada, rústica e bem adaptada às condições da topografia brasileira, a qual se espalhou para outras regiões pecuárias do pais, tanto no Norte como no Sul. Devido à importância das características morfológicas e anatômicas, é importante selecionar os animais desta raça a fim de melhorar sua eficiência reprodutiva, pois esta influencia a intensidade de seleção e o intervalo de gerações da raça. O objetivo deste trabalho é estimar os parâmetros genéticos, fenotípicos e ambientais de características reprodutivas em bovinos da raça Caracu, visando fornecer subsídios para o programa de avaliação genética da raça. Serão analisados dados de bovinos da raça Caracu, provenientes do Instituto de Zootecnia (IZ) na unidade de Sertãozinho, do Centro Avançado de Pesquisa de Bovinos de Corte, com sede no município de Sertãozinho, SP, Brasil. As características analisadas serão:idade ao primeiro parto (IPP), intervalo de partos (IP), peso da vaca ao parto (PVP) e perímetro escrotal aos 356 (PE365). A estimação dos parâmetros genéticos, fenotípicos e ambientais será realizada por meio do método da máxima verossimilhança restrita (REML) em modelo animal bi-característica. Tendências genéticas para cada característica estudada serão obtidas a partir da regressão linear simples da média dos respectivos valores genéticos em função do ano de nascimento dos animais. 

OBS: Este projeto será executado com banco de dados sem ônus para o governo do estado de São Paulo.

Ver detalhes do projeto

  CLAUDIA CRISTINA PARO DE PAZ      IZ

EFEITO DA TERAPIA COM CÉLULAS-TRONCO NA PRODUÇÃO OOCITÁRIA E EMBRIONÁRIA DE FÊMEAS BOVINAS E BUBALINAS

n° SGP 1546

Atualmente, 40,6% da produção mundial de embriões bovinos (1.275.874 embriões) é derivada de embriões in vitro (IETS, 2014). O Brasil é líder em tecnologia e na produção in vitro de embriões (PIVE). No entanto, alguns entraves ainda impedem o desenvolvimento sustentável dessa tecnologia, dentre eles a existência de indivíduos que apresentam reduzida PIVE. Na atualidade, a utilização de células-tronco tem apresentado resultados promissores na recuperação da funcionalidade de diversos órgãos. O transplante de células-tronco autólogas (provenientes do mesmo indivíduo) nos ovários pode aumentar a quantidade de folículos e melhorar a qualidade dos oócitos, com impacto positivo na PIVE. Ainda, existe a possibilidade do transplante de células-tronco alogênicas (provenientes de outro indivíduo), que permite a melhora quali-quantitativa dos oócitos com aumento direto na PIVE. Além disso, existe a possibilidade de que animais de baixo mérito genético produzam oócitos, embriões e consequentemente, indivíduos, provenientes de doadoras de alto valor genético. O presente projeto propõe investigar a produção oocitária e embrionária de fêmeas bovinas e bubalinas submetidas à terapia com células-tronco autólogas e alogênicas, tendo como objetivos: 1) determinar a população folicular ovariana; 2) avaliar a quantidade e qualidade dos oócitos recuperados; e 3) analisar a PIVE em fêmeas bovinas e bubalinas após o transplante de células-tronco autólogas e alogênicas nos ovários. A hipótese deste projeto é de que o transplante com células-tronco autólogas ou alogênicas nos ovários aumente a quantidade e a qualidade dos oócitos e consequentemente melhore a PIVE. Os resultados provenientes desses estudos poderão contribuir para a multiplicação de indivíduos com mérito genético e produtivo, com impacto na eficiência da indústria láctea e cárnea de bovinos. Além disso, servirão como base para pesquisas em humanos e animais, que visam a recuperação da reserva folicular ovariana e o restabelecimento da fertilidade.

Ver detalhes do projeto

  Fabio Morato Monteiro      IZ

Prova de Ganho de Peso de Sertãozinho

n° SGP 1538

A Prova de Ganho de Peso de Sertãozinho (PGP) é um teste de desempenho individual onde os animais são avaliados por meio de um índice (IPGP) que leva em conta o ganho diário em confinamento e o peso final padronizado aos 378 dias. É um processo de eficiência comprovada para seleção de reprodutores, já que, tanto o ganho de peso, como o peso final, possuem herdabilidade alta, fazendo com que indivíduos que se destacam nesses atributos possam transmitir com grande probabilidade essas características a seus filhos. O Centro APTA Bovinos de Corte oferece, também, a oportunidade de avaliação da Eficência na Conversão de Alimentos. A avaliação consiste em um teste de desempenho individual onde os animais são avaliados por meio da característica Consumo Alimentar Residual (CAR). O CAR é baseado no consumo individual e no ganho de peso diário e possibilita a identificação de animais que para o mesmo ganho consomem menos alimento, diminuindo os custos de produção e tornando o sistema mais sustentável.

Normas de participação:

1.   O número mínimo de animais participantes por grupamento genético ou raça deve ser 20 (vinte) e ser representado por pelo menos dois criatórios.

2.   Sugere-se que a seleção dos animais para participarem da PGP seja decorrente do controle de desenvolvimento ponderal, realizado pela Associação respectiva. É importante que o criador interessado entre em contato com sua Associação no sentido de atender às exigências do item 3.

    3.  Os animais enviados à PGP deverão ser nascidos de 30 de agosto a 30 de novembro do ano anterior e controlados pelas respectivas Associações, comprovado por cópia do Certificado de Controle. Deverão ser identificados, de maneira clara e em local visível, bem como acompanhados de atestados de vacinações contra carbúnculo sintomático e aftosa, além de exame negativo para brucelose e tuberculose, bem como com informações sobre peso ao nascer.

Ver detalhes do projeto

  Joslaine Noely dos santos Gonçalves Cyrillo      IZ

AVALIAÇÃO FENOTÍPICA DA EFICIÊNCIA ALIMENTAR E PRODUTIVA, E DO PERFIL METABÓLICO DE MATRIZES NELORE

n° SGP 1537

A avaliação da variação fenotípica da eficiência alimentar em vacas de corte é essencial para aumentar o conhecimento sobre o impacto do uso de animais mais eficientes na reprodução e produtividade. O objetivo do presente projeto é quantificar a variação fenotípica de características de eficiência alimentar de novilhas no período de lactação, a fim de elucidar o efeito da classe do consumo alimentar residual (CAR) em características de produção e reprodução de matrizes. Sessenta novilhas da raça Nelore (30 por ano) serão avaliadas durante a primeira produção (até desmama do primeiro bezerro), para determinação da eficiência alimentar (CARp-100 e CAR100-200) e das associações desta com tamanho esquelético, composição corporal (obtida por ultrassonografia), comportamento ingestivo (registrado pelo sistema de alimentadores inteligentes), temperatura da superfície da pele (obtida por termografia infravermelha), produção (peso do bezerro antes e após a mamada) e composição do leite, crescimento do bezerro até a desmama, e metabolismo endócrino, energético, proteico e mineral por meio de indicadores metabólicos. As fêmeas permanecerão 228 dias (28 dias adaptação + 200 dias parto ao desmame) em piquete com cochos de alimentador inteligente (Intergado, Contagem, MG, Brasil) para a avaliação do consumo de matéria seca (em 200 dias após o parto), e demais variáveis. A associação entre o valor genético genômico do CAR obtido na fase pós-desmama (CARANO) e CARp-100 e CAR100-200 também será determinada. Além disso, com o banco de dados histórico será avaliada a relação entre eficiência alimentar ao ano e posterior eficiência reprodutiva, por meio de comparações de médias e de correlações fenotípicas e genéticas entre CARANO e características reprodutivas (dias ao parto e perímetro escrotal dos machos). Os resultados gerados com o desenvolvimento do projeto são importantes para fomentar a avaliação, seleção e uso de animais de maior eficiência alimentar para produção de carne.

Ver detalhes do projeto

  MARIA EUGENIA ZERLOTTI MERCADANTE      IZ

Perfil da expressão de genes associados ao estresse térmico em Nelore e Caracu

n° SGP 1534

O objetivo deste estudo é quantificar e comparar o efeito do desafio térmico no perfil da expressão das proteínas de choque térmico Hsp60, Hsp70 e Hsp90 entre as raças bovinas Nelore (Bos indicus) e Caracu (Bos taurus). Durante os meses de verão (outubro a fevereiro), quando as temperaturas atingem o pico serão mensuradas as temperaturas retal e da superfície da pele e as frequências cardíacas e respiratórias dos animais das duas raças. As amostras de sangue serão colhidas antes da exposição ao sol (7:30h) e após a exposição ao sol (15:00h), com o intuito de dosar o hormônio adrenocorticotrófico (ATCH) e o cortisol. As amostras de sangue serão utilizadas para extração de mRNA e estudo dos níveis de transcritos das proteínas Hsp60, Hsp70 e Hsp90 por PCR em tempo real.

 

Ver detalhes do projeto

  CLAUDIA CRISTINA PARO DE PAZ      IZ

Características fenológicas, morfogênicas e estruturais de leguminosas forrageiras para uso em pastagens submetidas a adubação nitrogenada

n° SGP 1284

O uso de leguminosas forrageiras que são conhecidas por incorporar nitrogênio (N) ao solo por meio da fixação biológica e ciclagem deste nutriente, pode ser uma alternativa ao uso de fertilizantes nitrogenados. Nesse contexto, o conhecimento do crescimento e desenvolvimento das leguminosas forrageiras através do estudo fenológico e de características morfogênicas e estruturais é importante para fornecer subsídios para a definição de estratégias de manejo adequadas ao seu cultivo, visto que não foram encontrados na literatura trabalhos que estudaram a fenologia do Arachis pintoi, Macrotyloma axillare e Neonotonia wightii, sendo este um trabalho inédito. A hipótese do trabalho é que o uso da adubação nitrogenada na semeadura pode contribuir com melhoria na velocidade de estabelecimento das leguminosas forrageiras, e que a definição da fenologia das leguminosas possa contribuir com trabalhos que possuam como objetivo definir critérios de manejo para seu uso exclusivo ou em integração com gramíneas forrageiras. O experimento será realizado em casa de vegetação do Centro de Pesquisa em Nutrição Animal e Pastagens do Instituto de Zootecnia/APTA/SAA, em Nova Odessa/SP. Serão realizados dois experimentos,  sendo os tratamentos de ambos correspondentes a três doses de nitrogênio, zero, 40 e 80 kg de N/ha aplicados em três leguminosas forrageiras, Arachis pintoi cv. Belmonte, Macrotyloma axillare NO 279 e Neonotonia wightii NO 2348, em delineamento de blocos completos casualizados com quatro repetições em esquema fatorial 3x3, compreendendo um total de 36 vasos para cada experimento (total geral de 72 vasos). O Experimento 1 será realizado para as avaliações fenológicas,  morfogênicas e estruturais, com as plantas em crescimento livre.  Outro experimento será iniciado após término do primeiro para corte de tecidos vegetais e avaliação de conteúdo de N e micronutrientes de folhas e estolões nas principais fases fenológicas A análise de variância será realizada utilizando-se o PROC MIXED (modelos mistos) do pacote estatístico SAS (Statistical Analysis System), versão 9.3. O nível de significância adotado para a análise de variância será de 5%. Os graus de liberdade referentes às doses de nitrogênio serão decompostos em polinômios ortogonais.

Ver detalhes do projeto

  Flavia Maria de Andrade Gimenes      IZ

ESTUDO DE CARACTERÍSTICAS LIGADAS AO ESTRESSE TÉRMICO EM TOUROS JOVENS DA RAÇA GIR LEITEIRO.

n° SGP 1280

Este projeto tem por objetivo estudar parâmetros fisiológicos e celulares em 70 touros da raça Gir Leiteiro, candidatos ao Programa Nacional de Melhoramento Genético da raça Gir Leiteiro – PNMGL, visando verificar a existência de variação individual para a expressão das HSP 70 e HSP 90 após a exposição dos animais à condições de estresse térmico. Com o advento do aquecimento global, a prospecção de características que sejam importantes para adaptação dos animais ao novo ambiente de produção se torna necessária para inclusão das mesmas nos objetivos de seleção dos programas de melhoramento animal. Os animais serão levados ao curral de manejo logo pela manhã (sem estresse) e depois de submetidos ao sol durante o período de duas horas (de 11:00 às 13:00hs). Após a identificação dos animais, serão anotadas as informações de temperatura retal e freqüências respiratória e cardíaca. Serão coletadas amostras de sangue periférico antes e após a exposição ao sol para dosagem sérica de ATCH e cortisol. Para análise da expressão das Proteínas do Choque Térmico (Heat Shock Proteins – HSP), serão utilizadas amostras de DNA das células brancas do sangue coletado antes e após a exposição ao sol. As análises laboratoriais serão realizadas no Laboratório de Fisiologia Animal da USP - Pirassununga

 

Ver detalhes do projeto

  Anibal Eugênio Vercesi Filho      IZ

Avaliação do desempenho de bezerras desmamadas até início da fase reprodutiva e Efeito da suplementação sobre a segunda concepção de novilhas Nelore

n° SGP 1244

O projeto de pesquisa será realizado do Centro APTA Bovinos de Corte, do Instituto de Zootecnia,. Serão usadas 40 bezerras desmamadas da raça nelore, com idade média de 7 meses em maio de 2016. Vinte bezerras serão mantidas em pastagens recebendo suplemento mineral em pó, enquanto que outras 20 bezerras serão mantidas em pastagens recebendo o suplemento mineral Crystalyx (CLX), ambos formulados para época das águas ou época da seca, dependendo da época do ano. Inicialmente será feito avaliação das pastagens de forma a garantir que os dois grupos de bezerras recebam a mesma disponibilidade de forragem durante todo o experimento. Para tal estarão disponíveis na fazenda mais 30 bezerras que poderão ser usadas em ajustes na disponibilidade de forragem, garantindo que a principal fonte de variação entre os dois grupos seja o suplemento mineral. Na falta de forragem, haverá suplementação com silagem.

O consumo de suplemento mineral será controlado semanalmente, pesando-se a sobra do produto e o oferecido. Todo o controle de consumo será registrado em planilhas. O peso dos animais será obtido mensalmente, e o ganho de peso calculado para o referido período.

A avaliação reprodutiva (início da puberdade) das fêmeas será feita através de exames de ultrasom, com objetivo de avaliar o desenvolvimento do sistema reprodutivo das fêmeas nelore, a partir de 15 meses de idade, de forma individual, inicialmente uma vez por mês e depois, a cada duas semanas, perfazendo 15 avaliações até os 24 meses de idade. 

A Caltech fornecerá todo o suplemento a ser oferecido ao grupo de animais do tratamento Crystalyx. O Instituto de Zootecnia (IZ) fornecerá o suplemento mineral que será usado na comparação com o Crystalyx, assim como todos os animais e ainda garantirá que as mesmas permaneçam no experimento e sejam de uso exclusivo pelo referido projeto de pesquisa. O IZ também fornecerá todos os pastos ou suplementos volumosos, mão de obra para cuidar e manejar o rebanho, todos os medicamentos e vacinas que envolvam a criação das fêmeas, assim como o suplemento mineral em pó (do outro tratamento), curral de manejo e balanças. Será de responsabilidade do IZ todas as ações referentes à condução do experimento, como as amostragens de pasto, controle e pesagem do suplemento para cálculo do consumo, controle e pesagem dos animais experimentais, avaliação dos órgãos reprodutivos das fêmeas, por ultra-som, assim como a geração de relatórios que serão enviados para a Caltech.

Referinco-se ao outro experimento , em fase pré-experimental, 50 fêmeas da raça nelore em início da vida reprodutiva, serão acasaladas com touros nelore em novembro e dezembro de 2015, a fim de se obter 40 fêmeas prenhes com parto previsto para setembro-outubro de 2016.

Das 50 fêmeas, 40 novilhas prenhes (animal tester) serão mantidas em pastagens, subdivididas em dois grupos, um recebendo sal mineral ou protéico em pó e o outro recebendo o suplemento mineral Crystalyx (CLX), ambos formulados para época das águas ou época da seca, dependendo da época do ano.

Inicialmente será feito avaliação das pastagens de forma a garantir que os dois grupos de novilhas recebam a mesma disponibilidade de forragem durante todo o experimento, com ajustes na carga animal (similar ao trial 1).

O consumo de suplemento mineral será controlado semanalmente, pesando-se a sobra do produto e o oferecido. Todo o controle de consumo será registrado em planilhas. O peso dos animais será obtido mensalmente, e o ganho de peso (ou perda de peso) será calculado para o referido período.

Os partos ocorrerão de setembro a outubro de 2016 nos referidos pastos, de acordo com o tratamento experimental Crystalyx ou suplemento mineral em pó. Os bezerros receberão os cuidados no pasto, quando será efetuada a identificação através da tatuagem na orelha, pesagem do recém nascido e cura do umbigo. Caso o bezerro tenha qualquer lesão, ferimento ou ocorra diarréia e demais doenças do recém nascido, os mesmos receberão cuidados diários nas pastagens que estiverem habitando.  

A reprodução terá inicio em novembro de 2016 através de monta natural. Serão usados 2 touros aptos à reprodução, com atestado andrológico emitido por médico veterinário, um em cada grupo experimental. Após 21 dias de período de acasalamento os reprodutores serão trocados de grupo, e assim sucessivamente, de forma alternada a cada 21 dias, neutralizando-se o efeito de touro na re-concepção das fêmeas, até o final do mês de janeiro de 2017. A cada 21 dias as fêmeas serão avaliadas quanto à condição reprodutiva de forma a avaliar quantas ficaram prenhes a cada período de 21 dias.  

Em fevereiro de 2017 será feita a ultima avaliação da prenhez e encerra-se o experimento.

 

Ver detalhes do projeto

  Maria Lucia Pereira Lima      IZ

Efeito da combinação Bopriva e Taurotec na terminação de bovinos em pastagens, na época das águas e da seca

n° SGP 1243

O objetivo será testar o uso de Bopriva, medicamento usado na castração de bovinos e também o uso do produto Taurotec (15% de lasalocida), como aditivo alimentar em bovinos na fase de terminação, em pastagens, na época da seca, segue o orçamento da suplementação proetico energética dos animais. É esperado que o produto Taurotec, usado como aditivo em suplementos, possa compensar perdas em ganho de peso, ocasionadas pela castração.

O projeto de pesquisa esta sendo realizado do Centro APTA Bovinos de Corte, do Instituto de Zootecnia, localizado à Rodovia Carlos Tonani, km 94.5, em Sertãozinho, SP, telefone (16) 99127 4562. Três tratamentos experimentais serão  estudados na época da seca:

  1. Animais que recebem Bopriva e suplemento proteico-energético (1% PV) com Taurotec
  2. Animais que recebem Bopriva e suplemento proteico-energético (1% PV) sem Taurotec
  3. Animais que não recebem Bopriva e suplemento proteico-energético (1% PV) sem Taurotec

Uma área de 32 ha, de pastagem já estabelecida com Brachiaria brizantha c.v. Marandu foi subdividida em 15 piquetes com 2 ha cada, contendo cocho individual para o suplemento e bebedouros contendo água.

Período experimental:            Seca:

Início: 5/07/2016           Termino: 10/11/2015

Duração: 130 dias 

Ver detalhes do projeto

  Maria Lucia Pereira Lima      IZ

Digestibilidade de uma dieta em três níveis de oferta por cordeiros de diferentes grupos genéticos

n° SGP 1164

O objetivo no presente projeto é comparar cordeiros de sete grupos genéticos quanto a digestibilidade de uma dieta em três níveis de oferta de alimento. Cento e vinte e seis cordeiros das raças Dorper, Ile-de-France, Texel e Santa Inês, e dos cruzamentos ½ Dorper + ½ Santa Inês, ½ Ile-de-France + ½ Santa Inês e ½ Texel + ½ Santa Inês serão desmamados aos 90 dias de idade e confinados em baias individuais com piso ripado. Essa distribuição nas baias será de forma aleatória. Os animais serão pesados no início do confinamento e permanecerão em adaptação por 21 dias recebendo uma dieta peletizada com 90% de concentrado e 10% de feno de alfafa. A ração será oferecida em duas refeições diárias, à vontade, permitindo-se sobra ao redor de 10% do ingerido no dia anterior. Para isso, as sobras serão retiradas e pesadas diária e individualmente. Os bebedouros (um para cada duas baias) serão limpos diariamente, e, quando necessário, mais de uma vez por dia. Nos últimos cinco dias desse período, serão colocadas em todos os indivíduos, bolsas de lona para recolhimento das fezes produzidas, que serão esvaziadas diariamente. Ao final do período de adaptação, os animais serão novamente pesados após jejum de 14 horas. Em seguida, seis animais de cada um dos grupos genéticos receberão a mesma dieta do período de adaptação, nos seguintes níveis de oferta: ad libitum, 75 e 63 g de ração/kg de peso metabólico. Para o cálculo do nível oferecido ad libitum, será considerado, para cada indivíduo, o consumo médio dos últimos sete dias do período de adaptação. Os animais receberão essa quantidade de ração durante cinco dias, sendo a ração amostrada diariamente. Durante esse período, serão recolhidas, pesadas e armazenadas todas as sobras que possam ocorrer. Também serão recolhidas, pesadas e amostradas (10% do total produzido) as fezes produzidas por cada animal do segundo até o sexto dia do período experimental. Ao final, as amostras de alimento oferecido, das sobras e das fezes serão compostas por indivíduo e analisadas quanto aos teores de matéria seca, proteína bruta, extrato etéreo, minerais, fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido, conforme metodologia do AOAC (2005). A digestibilidade de cada uma das frações nutritivas será calculada em porcentagem considerando-se a quantidade retida pela quantidade ingerida. Os resultados serão analisados estatisticamente considerando-se um delineamento inteiramente casualizado com 7 grupos genéticos, 3 níveis de ingestão e a interação entre os fatores, com 6 repetições, em modelo misto.

Ver detalhes do projeto

  Wignez Henrique      Apta Regional / IZ

Monitoramento e Diagnóstico da Qualidade do Leite de Produtores Rurais da região Nordeste do Estado de São Paulo

n° SGP 1141

A atividade leiteira tem grande participação na agricultura familiar, pois é considerada uma boa fonte de renda mensal e esta participação pode ser comprovada pela grande porcentagem da parcela de leite produzida no país estar relacionada a agricultura familiar. Contudo, atualmente não basta produzir leite, mas sim, produzir leite com qualidade. Qualidade esta referenciada pela instrução normativa do governo federal, mas principalmente pela exigência pelas indústrias em qualidade mínima para a sua maximização de produção e aumento de exportações. A exigência feita pela indústria tem como ponto mais forte o pagamento por qualidade. Assim sendo a melhoria da qualidade por parte dos produtores é de fundamental importância. E para atingir a qualidade, parte do princípio de aplicar tecnologias, no caso da produção de leite, que visem melhorar qualidade do leite e assim dar suporte a sustentabilidade da atividade leiteira. A transferência de tecnologia permite levar o conhecimento científico para a sociedade na forma de serviços, produtos e processos. Assim sendo, o presente estudo tem como objetivo fazer a junção da transferência de tecnologia para a atividade leiteira de agricultores familiares visando à melhoria da qualidade do leite através de diagnósticos, treinamentos e acompanhamento das tecnologias treinadas e divulgadas para os produtores rurais. Este experimento será realizado com 50 propriedades para identificação do perfil dos produtores da região de Ribeirão Preto, junto com o programa da CATI LEITE/ SAA/SP. Identificados os produtores, será realizado o treinamento na forma de cursos teórico-práticos de acordo com suas necessidades para melhoria da qualidade do leite. No momento do treinamento, serão realizados testes teóricos para quantificação do conhecimento técnico do tema do treinamento e sobre qualidade do leite. Todos os 50 produtores serão acompanhados e avaliados mensalmente durante 18 meses através de visitas técnicas dos assistentes técnicos e estagiários. Serão realizadas visitas técnicas para coleta de dados e amostras de leite para acompanhamento da qualidade do leite e do uso das técnicas abordadas nos cursos. Ao final de 18 meses, todos os produtores serão questionados novamente quanto ao conhecimento técnico e melhoria da qualidade do leite e apresentado o resultado da qualidade do leite. Com isso, o presente projeto espera poder identificar o perfil dos produtores da região, avaliar o beneficio de treinamento e acompanhamento (assistência técnica) para melhoria da qualidade do leite e por fim, verificar quais características das propriedades/produtores favoreceram a melhoria da qualidade do leite e se houve transferência de conhecimento técnico.

Ver detalhes do projeto

  Luiz Carlos Roma Junior      Apta Regional / IZ

Avaliação hematológica de bezerros Jerseys na fase de aleitamento

n° SGP 1140

O presente trabalho de iniciação científica tem como objetivo avaliar valores hematológicos de 52 bezerros, entre machos e fêmeas, nos períodos de 7, 30 e 60 dias de vida, para avaliar a evolução hematológica dos animais. A coleta de sangue foi realizada na jugular dos animais para a realização das análises de hemograma completo contendo: Série Vermelha (eritrócitos, hemoglobina, hematócrito), serie plaquetária, serie leucocitária, e proteínas totais. A avaliação se deu em máquinas POQ 100 IV e confirmação em lâminas. Obteve-se valores médios nos períodos de 7, 30 e 60 dias de vida de eritrócito (milhões/mm?), 7,47, 10,14 e 10,22 respectivamente; hemoglobina (g/dL), 9,17, 12,91 e 12,47; hematócrito (%), 28,39, 39,41 e 37,85; VCM (fL), 37,85, 38,99 e 38,34; HCM (pg), 12,27, 12,79 e 12,56; CHCM (g/dL), 32,44, 32,46 e 32,37; leucócitos (mm?) 8,48, 10,16 e 10,51; segmentados 47,77, 28,00 e 23,24; eosinófilos 0,45, 0,83 e 0,69; linfócitos 49,05, 68,32 e 72,94; monócitos 2,60, 2,83 e 3,14. 

Ver detalhes do projeto

  Márcia Saladini Vieira Salles      Apta Regional / IZ

AVALIAÇÃO DO FLUXO SANGUÍNEO FOLICULAR E LUTEAL E ESTUDO DA TERMOGRAFIA VULVAR SUPERFICIAL EM BÚFALAS DA RAÇA MURRAH SUBMETIDAS A PROTOCOLO HORMONAL COM E SEM eCG

n° SGP 1124

A ultrassonografia doppler e a termografia digital superficial são tecnologias de recente uso na Medicina Veterinária utilizadas de maneira não invasiva. Estas são ferramentas de auxilio diagnóstico por imagem que auxiliam no estudo dos fenômenos envolvidos durante o ciclo estral, foliculogênese, ovulação, luteogênese, luteólise e as alterações que estas geram na irrigação sanguínea das estruturas ovarias assim como na temperatura corporal e vulvar, podendo ser por resposta fisiológica à ação hormonal. Sendo de grande importância o estudo destes eventos fisiológicos visando melhorar a fertilidade do rebanho bubalino brasileiro. Objetiva-se avaliar as alterações morfológicas e de fluxo sanguíneo que ocorrem nas estruturas ovarianas, além de caracterizar as variações de temperatura corporal e da vulva acompanhados por variações nas concentrações hormonais durante o protocolo hormonal com e sem eCG em búfalas da raça Murrah. Serão selecionadas 20 búfalas em lactação que terão a ovulação sincronizada, utilizando o protocolo hormonal com e sem eCG. Após o 9° dia será realizado acompanhamento diário por ultrassonografia transretal modo B e modo Doppler, visando acompanhar a dinâmica folicular, ovulação, luteogênese e luteólise. A irrigação será mensurada primeiramente de forma subjetiva e posteriormente será realizada a análise objetiva da irrigação das estruturas utilizando “software”. As termografias da vulva, mufla e olho, serão realizadas diariamente anteriormente a ultrassonografia, entre 5:30h e 8:00h, após o maior folículo atingir 8,5 mm de diâmetro a termografia passará a ser realizada 2 x ao dia, durante todas as fases do ciclo estral. Os termogramas serão armazenados no cartão de memória e analisados com auxílio de “software”. Após, será aferida a temperatura retal com termômetro clínico digital. Serão colhidas amostras de 10 mL de sangue, diariamente para a dosagem das concentrações plasmáticas de progesterona e estradiol. Os dados serão submetidos à análise de variância por meio do procedimento do General Linear Models (GLM) do pacote estatístico Statistical Analysis System (SAS, 2009). As médias serão comparadas pelo teste de Tukey a 5%. Serão determinados coeficientes de correlações entre as variáveis estudadas.

Ver detalhes do projeto

  NELCIO ANTONIO TONIZZA DE CARVALHO      Apta Regional / IZ

Qualidade e composição do leite de vacas mestiças em lactação mantidas em pasto de capim Tanzânia e diferentes fontes de proteína no concentrado

n° SGP 1123

Pensando na importância do leite na alimentação humana com um custo acessível a todas as classes sociais, o presente trabalho quer demonstrar que manipulando a dieta animal e alterando a composição do leite, este produto fique com um melhor perfil de nutrientes capaz de melhorar a nutrição e a saúde humana. Para isto 16 vacas mestiças Holandês x Gir, em sistema de pastejo rotacionado, provenientes do rebanho leiteiro do Polo Regional da Alta Mogiana serão agrupadas em blocos homogêneos e distribuídas em um delineamento experimental Quadrado Latino 4 x 4, por um período experimental de 84 dias, nos seguintes tratamentos: FAl – concentrado com 16,0% de PB na MS originário do farelo de algodão; FG – concentrado com 16,0% de PB na MS originário do farelo de girassol; FS – concentrado com 16,0% de PB na MS originário do farelo de soja; FAm – concentrado com 16,0% de PB na MS originário do farelo de amendoim. Será avaliada a produção, a composição do leite bem como o perfil de ácidos graxos no leite. Espera-se melhorar a qualidade da composição do leite com um custo de produção mais baixo e que este promova a saudabilidade. 

Ver detalhes do projeto

  Márcia Saladini Vieira Salles      Apta Regional / IZ

Desempenho, qualidade da carcaça e da carne de novilhos Nelore, recebendo óleo de linhaça protegido durante diferentes períodos do confinamento.

n° SGP 1120

Esse projeto de pesquisa será desenvolvido com o objetivo de avaliar diferentes períodos de fornecimento do óleo de linhaça protegido da degradação ruminal, durante o confinamento, para novilhos Nelore, e os efeitos sobre o desempenho animal durante a terminação, característica da carcaça e qualidade da carne. Para isso, vinte e oito novilhos Nelore com 18 meses de idade e 400 kg de peso corporal inicial serão confinados em baias individuais durante 105 dias de período experimental (três subperíodos de 35 dias cada um), após 28 dias de adaptação ao manejo e alimentos. Os animais serão distribuídos em blocos pelo peso e sorteados para um dos seguintes tratamentos: dieta controle; ou a dieta com adição de óleo de linhaça protegido fornecido durante todo o período experimental, durante os dois últimos subperíodos ou durante o último subperíodo. A dieta experimental será composta por 60% de concentrado, sendo a silagem de milho utilizada como volumoso exclusivo. Os alimentos serão oferecidos duas vezes ao dia, permitindo-se uma sobra ao redor de 10%. Os animais serão pesados no início e final de cada subperíodo, após jejum de 15 horas. Ao final do confinamento, os animais serão abatidos em frigorífico comercial. Serão tomadas medidas para avaliação das características da carcaça como peso, rendimento, comprimento, largura, área de olho de lombo, espessura de gordura de cobertura, quebra de resfriamento, pH, temperatura e proporção do dianteiro, ponta de agulha e traseiro especial. A partir de um corte entre a 9a e a 13a costelas, serão retiradas amostras para determinação da cor da carne e da gordura, composição química, pH, capacidade de retenção de água, perdas, força de cisalhamento, avaliação sensorial, colesterol, composição e proporção entre os ácidos graxos, ácido linoléico conjugado e relação n-6:n-3. Serão também utilizadas amostras de carne que serão maturadas por 7 e 14 dias, e feitas as mesmas determinações da carne não maturada. Os resultados serão analisados estatisticamente considerando-se blocos inteiramente casualizados, com quatro tratamentos e sete repetições.

Ver detalhes do projeto

  Wignez Henrique      Apta Regional / IZ

Determinação das exigências de energia e proteína para mantença de cordeiros de diferentes grupos genéticos.

n° SGP 1118

Este plano de ação visa determinar as exigências de energia e proteína líquidas para mantença de cordeiros puros das raças Dorper (D), Texel (T), Ile de France (I) e Santa Inês (S) e cruzadas ½ D + ½ S (DS), ½ T + ½ S (TS) e ½ I + ½ S (IS), nascidas em 2013. Serão utilizadas vinte e quatro machos de cada grupo genético, desmamadas aos 90 dias de idade. Os animais serão mantidos confinados em baias individuais durante 28 dias para adaptação às baias e à dieta, formulada de acordo com as exigências preconizadas pelo NRC (2007) para ganhos estimados entre 200 e 250 g/dia. Após esse período e 16 horas de jejum, seis animais de cada um desses grupos genéticos serão abatidos e será determinada a composição do corpo vazio, constituindo a linha base.
 Os outros dezoito animais de cada grupo genético serão mantidos confinados, recebendo a mesma dieta, em três níveis de ingestão de matéria seca com seis animais em cada grupo, sendo alimentação ad libitum, com restrição de 75% e com restrição de 60%, até que os animais do grupo alimentado ad libitum atinjam em média 35 kg de peso corporal. Depois disso, todos os animais serão mantidos em jejum por 16 horas e abatidos, para posterior determinação da composição química do corpo vazio.
 Antes do abate, os animais que tiverem produção de lã serão tosquiados. Todos os animais serão abatidos por insensibilização e será feita a sangria pela secção das veias jugulares e artérias carótidas, com colheita total do sangue. Será feita a separação da pele, da cabeça, das patas e das vísceras. Das vísceras, o trato digestivo será limpo e lavado, a bexiga será esvaziada e o líquido biliar será eliminado. As carcaças serão pesadas e separadas em suas metades, sendo utilizada a meia-carcaça esquerda para as análises. Todos esses tecidos (sangue, cabeça + patas, pele, vísceras, carcaça e lã) serão pesados, moídos, homogeneizados, amostrados e determinados o teores de matéria seca por liofilização. As amostras secas serão enviadas para o laboratório para determinação dos teores de proteína, extrato etéreo e minerais, para cálculo da composição química do corpo vazio.
 Será calculada a correlação entre peso da carcaça e peso do corpo vazio e com a composição corporal inicial (linha base) e final será possível determinar as exigências de energia e de proteína para para mantença de cordeiros dos diferentes grupos genéticos. Após análise da normalidade de distribuição e da homeocedasticidade das variâncias, os resultados serão submetidos à análise de variância para comparação entre os grupos genéticos.
 

Ver detalhes do projeto

  Wignez Henrique      Apta Regional / IZ

ESTUDO DE CARACTERÍSTICAS LIGADAS AO ESTRESSE, TEMPERAMENTO E À REPRODUÇÃO EM FÊMEAS DA RAÇA GIR LEITEIRO

n° SGP 1117

O presente projeto tem por objetivo avaliar o efeito da estimulação tátil em vacas leiteiras da raça Gir Leiteiro no pré-parto sobre o comportamento, produção e reprodução das vacas durante a lactação e empregar técnicas de precisão (termografia infravermelha e dispositivos retículo-ruminais) para avaliar eventos reprodutivos (estro e parto) e comportamentais das vacas.  O delineamento experimental será em blocos casualisados, contendo dois tratamentos, um com estímulo tátil antes do parto (grupo tratado) e outro, sem o treinamento (grupo controle). Serão usadas cerca de 60 vacas primíparas e multíparas do rebanho da Fazenda Getúlio Vargas, EPAMIG - Uberaba-MG. Serão mensuradas características ligadas aos parâmetros comportamentais, fisiológicos e hormonais nas vacas dos dois grupos. Adicionalmente, o experimento deve empregar técnicas de precisão para acompanhamento de eventos reprodutivos do parto e estro das vacas, por meio de sensores de temperatura retículo-ruminal e de termografia infravermelha (TIV).

Ver detalhes do projeto

  Lenira El Faro Zadra      IZ

Fibras musculares e qualidade de diferentes cortes cárneos oriundos de fêmeas Nelore e Nelore x Santa Gertrudis contemporâneas terminadas em pastagem.

n° SGP 1116

A qualidade da carne está diretamente relacionada com as características das fibras musculares (tipo, número e área) e, dependendo da localização e função do músculo no animal, estas características podem diferir. Assim, objetiva-se neste trabalho correlacionar os tipos de fibras musculares com a maciez e a composição em ácidos graxos de diferentes cortes cárneos, bem como comparar as características da carcaça, peso e rendimento dos cortes primários e secundários de novilhas contemporâneas de diferentes composições genéticas. Para isso, serão utilizadas 32 fêmeas com aproximadamente 24 meses de idade, sendo 16 da raça Nelore e 16 cruzadas Nelore x Santa Gertrudis, sendo todas elas contemporâneas, do mesmo rebanho, filhas de touros do Programa de Melhoramento Genético do Instituto de Zootecnia de Sertãozinho, SP, e que foram manejadas exclusivamente em pastagens durante toda a vida, recebendo apenas sal mineral. Todos os animais serão abatidos no mesmo dia, sendo que o critério utilizado será o peso médio das fêmeas Nelore (450 kg de peso corporal). Atingido este ponto, os animais serão pesados após jejum completo por 16 horas e abatidos em frigorífico comercial, seguindo os procedimentos padrões. Serão tomadas medidas para avaliação das características da carcaça como comprimento, largura, pH, temperatura, peso e rendimento. Após 24 horas de resfriamento das carcaças, serão novamente tomadas as mesmas medidas, além da área de olho de lombo, espessura de gordura de cobertura, peso e rendimento dos cortes primários e secundários. Serão também retirados da carcaça os músculos Biceps femoris, Longissimus, Semitendinosus, Superficial pectoral e Triceps brachii para determinação da cor da carne, pH, capacidade de retenção de água, perdas por cozimento, força de cisalhamento, composição química, colesterol,  ácido linoleico conjugado, composição em ácidos graxos e das fibras musculares. Também serão realizadas as somatórias e relações entre os ácidos graxos, além do cálculo dos índices de qualidade dos ácidos e atividade enzimática nos músculos. Para a análise estatística dos resultados, será considerado um delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial com dois grupos genéticos e cinco músculos, sendo os resultados analisados pelo SAS (versão 9.2), considerando-se o peso de abate dos animais como covariável. Serão avaliadas as interações entre os fatores e feitos os desdobramentos para aquelas que forem significativas. As composições das fibras musculares dos cinco músculos serão correlacionadas com todas as outras características estudadas, utilizado correlação simples de Pearson, pelo procedimento CORR.

Ver detalhes do projeto

  Wignez Henrique      Apta Regional / IZ

RNA-seq para identificação e validação de genes diferencialmente expressos relacionados ao comportamento higiênico em abelhas Apis mellifera africanizadas

n° SGP 1107

Além de defesas mecânicas, fisiológicas e imunológicas individuais que insetos sociais como as abelhas A. mellifera apresentam contra patógenos, existem alguns comportamentos de grupo que podem limitar que doenças se estabeleçam em tais organismos, dentre os quais o comportamento higiênico - mais recentemente considerado uma das formas de “imunidade social”. O comportamento higiênico em abelhas Apis mellifera pode ser definido como a habilidade que as abelhas apresentam para detectar e desopercular células contendo crias doentes ou mortas e removê-las do ninho e vem sendo considerado importante mecanismo de defesa natural a diversas doenças já há algumas décadas. Assim, a resistência a doenças em abelhas A. mellifera é uma característica que está diretamente relacionada com o comportamento higiênico ou de limpeza da colônia, uma vez que, quanto menos foco de infecção existe na colônia, mais sadias estão as abelhas. Embora estudado há anos, há ainda questões a serem esclarecidas quanto à determinação do comportamento higiênico em abelhas e técnicas moleculares modernas como estudo de transcriptoma  pode ser ferramenta bastante útil na otimização da busca de tais conhecimentos, uma vez que tal característica comportamental pode apresentar plasticidade etária, além de ser altamente poligênica.

Constata-se que falta à apicultura brasileira, a exemplo de outros países, investimentos voltados para programas de melhoramento genético nesta área da ciência, cujo embasamento conta hoje com poderosas ferramentas genômicas, que podem garantir o sucesso de tais programas, com economia de tempo e de mão de obra de tais testes em campo. Especificamente no caso de comportamento higiênico, pode ser possível a identificação de alguns locos específicos e, assim, se efetuar a seleção assistida por marcadores, que pode ser o passo inicial para o desenvolvimento de novos estudos que, no futuro, possibilitem a implementação da seleção genômica nessa espécie. Saliente-se ainda a importância de buscarmos alternativas para obtenção de linhagens de abelhas resistentes a doenças como estratégia que se opõe ao uso de medicamentos, garantindo assim a isenção de resíduos em produtos apícolas e aumento de efetivo de polinizadores. Fica claro a importância de estudos que aprofundem os conhecimentos da base genética que desencadeia tal comportamento, buscando, por meio de ferramentas genômicas, a obtenção de linhagens resistentes. Este trabalho tem como objetivos identificar, de forma inédita, genes relacionados ao comportamento higiênico em abelhas A. mellifera por meio de técnica de RNA-seq, evidenciando a validação da técnica por meio de qRT-PCR e análise de expressão de tais genes em tecido específico, a despeito das diferenças de tecnologias, as quais podem ser complementares. Pretende-se ainda disponibilizar os conhecimentos gerados para aplicação à seleção assistida por marcadores, contribuindo para elevação de produtividade dos apicultores não apenas do Estado de São Paulo, mas de todo o país, por meio de disponibilização e difusão por parte de Instituição Pública de Pesquisa de São Paulo, de rainhas selecionadas e melhoradas para característica de resistência a doenças, de forma a evitar o uso de quimioterápicos e seus resíduos em produtos apícolas ou gerar resistência pelas abelhas.

OBS: 1) Bolsa a ser pleiteada junto à Fapesp após anuência Institucional para o período de seis meses, de agosto de 2016 a janeiro de 2017: modalidade BPE (Bolsa de Pesquisa no Exterior); todos os insumos e custos analíticos envolvidos na pesquisa serão viabilizados pelos colaboradores. 

2) Todo o processo seletivo já foi finalizado e aprovado junto à Iowa State University (ISU), conforme documentos anexados, incluindo emissão do documento DS 2019 (certificado de elegibilidade e clearance para o visto J1)  para agendamento da entrevista junto ao Consulado Americano, além do SEVIS I-901 do Departamento de Segurança Americano (taxas já pagas pela ISU, vide anexo), bem como atendimento à fluência na língua inglesa (Declaração de entrevista oral anexa).

Ver detalhes do projeto

  Érica Weinstein Teixeira      Apta Regional / IZ

Avaliação do valor econômico de matrizes suínas de diferentes genótipos

n° SGP 1093

A evolução na produção e na produtividade suinícola das últimas décadas está fortemente vinculada aos avanços no melhoramento genético, na nutrição e na sanidade. O alto padrão exigido para a carne suína impulsiona os cientistas e a indústria para trabalharem concomitantemente com o objetivo do aprimoramento dos sistemas produtivos e das tecnologias envolvidas na produção, bem como a melhoria nos padrões de abate do animal, atendendo assim tanto a demanda tecnológica do complexo agroindustrial quanto às exigências dos consumidores.

Fatores genéticos e não genéticos influenciam a qualidade da carne. Entre os não genéticos, podem ser citadas as condições da granja, do transporte, do abate e do processamento (DE VRIES et al., 2000). A importância dos fatores genéticos pode ser verificada através de diferenças substanciais de herdabilidade entre e dentro de raças. A herdabilidade para a maioria das características da carne suína varia de 0,15 a 0,50 (SELLIER, 1998).

O tipo de produto que se deseja obter com a produção de suínos, ou seja, o mercado consumidor alvo é quem direciona a escolha do material genético que será usado, porque determinados genes herdados contribuem para a qualidade dos produtos obtidos após o abate, devendo-se, por isso, considerar as diferenças genéticas existentes entre raças, reprodutores e linhagens disponíveis no mercado.

Neste contexto a utilização de reprodutores de alto valor genético tem contribuído para o atendimento desta demanda por melhores animais que atendam às necessidades de qualidade de consumidores, tanto frigoríficos, entreposto de carnes e indústrias processadoras quanto do consumidor final. A utilização de suínos comerciais de alto potencial genético é importante para a obtenção de progênies que apresentem carcaças magras, com maior quantidade e qualidade da carne.

Ver detalhes do projeto

  SIMONE RAYMUNDO DE OLIVEIRA      Apta Regional / IZ

Determinação das exigências de energia e proteína para ganho de peso de ovinos de diferentes grupos genéticos

n° SGP 1077

Serão determinadas as exigências de energia e proteína líquidas para ganho de peso de borregas puras das raças Dorper (D), Texel (T), Ile de France (I) e Santa Inês (S) e cruzadas ½ D + ½ S (DS), ½ T + ½ S (TS) e ½ I + ½ S (IS), da Fase I (Tabela 1), nascidas em 2013. Serão utilizadas vinte e quatro fêmeas de cada grupo genético, desmamadas aos 90 dias de idade e confinadas. Após período de adaptação de 28 dias os animais da linha base serão abatidos e os demais alimentados em três diferentes níveis de ingestão até o  peso médio de 35kg, quando serão abatidos para posterior determinação da composição química do corpo vazio de todos os animais. Com esses dados serão realizados os cálculos da exigênica nutricional.

Esse projeto faz parte do Projeto Temático Fapesp: "Estratégias de cruzamento e de manejo para otimizar o desempenho materno e reprodutivo de ovelhas de corte, para a produção de carne e de couro ovinos de qualidade, na região Sudeste" coordenado por Dr. Maurício Mello de Alencar - Embrapa Pecuária Sudeste, dentro do Plano de Ação 7: “Determinação das exigências nutricionais para mantença e ganho de peso de borregas de diferentes grupos genéticos”. Vide comprovante anexo. As atividades desse projeto não ocupa mais que 20% do meu tempo.

Ver detalhes do projeto

  Gabriela Aferri      Apta Regional / IZ

CONSUMO ALIMENTAR RESIDUAL DE OVINOS ALIMENTADOS EM COCHOS ELETRÔNICOS: TEMPERAMENTO, COMPORTAMENTO ALIMENTAR E SOCIAL

n° SGP 1076

Muitos problemas atuais de criação de animais não podem ser solucionados investigando a nutrição, fisiologia ou controlando doenças, mas exigem investigações comportamentais para posteriores tomadas de decisões. Estudar os comportamentos da espécie que está sendo trabalhada fornece base para o desenvolvimento de estratégias de manejo e de técnicas para projetar instalações adequadas e funcionais.O consumo de alimentos, o ganho de peso e o comportamento podem ser mensurados, de forma precisa e individual, por equipamentos. Após a mensuração dessas variáveis, é possível detectar quais animais apresentam maior eficiência alimentar (quantidade de carne produzida por kg de matéria seca de alimento consumido) e, consequentemente, diminuir o custo ambiental e financeiro da atividade pecuária. A seleção precoce de reprodutores e matrizes, baseado em características comportamentais e de eficiência alimentar é uma ferramenta extremamente interessante para o melhoramento genético do rebanho, tendo em vista que esses animais terão mais tempo em reprodução. Com isso, é vantajoso avaliar os animais logo após a desmama (aproximadamente três meses de idade), pois a partir das informações geradas é possível realizar o descarte precoce de animais que não apresentem desenvolvimento ou comportamento adequados para o sistema. Assim, o objetivo do trabalho será avaliar os comportamentos alimentar e social, o temperamento, o consumo de alimentos, a eficiência alimentar e o desempenho de cordeiros da raça Santa Inês e cruzados Santa Inês e Dorper alimentados em cochos eletrônicos.Serão utilizados 32 ovinos (Ovis aries) da raça Santa Inês e cruzados Santa Inês e Dorper , fêmeas e machos, não castrados, com idade inicial de três a quatro meses e peso médio inicial de 20 kg. O experimento terá duração total de 80 dias, sendo os primeiros 14 dias destinados à adaptação dos animais à dieta e ao ambiente e os outros 66 dias destinados às avaliações de desempenho e comportamentos. Os animais serão mantidos em duas baias coletivas. Em uma baia serão mantidos apenas os machos e na outra baia serão mantidas apenas as fêmeas. Em cada baia haverá quatro cochos eletrônicos e um bebedouro que registrarão, durante 24 horas, dados relacionados ao comportamento, consumo de alimento e água e peso corporal.  Os comportamentos dos animais serão registrados com o auxílio de câmeras filmadoras instaladas sobre as baias dos mesmos. As variáveis ambientais (temperatura do ar, umidade relativa, temperatura do globo bulbo molhado e temperatura do globo preto) serão mensuradas e registradas no ambiente experimental com o auxílio do aparelho ®Extech  HT30.Os testes comportamentais serão o de temperamento, competição no cocho e liderança. A análise estatística será realizada empregando-se o programa SAS versão 9.3

 

 

 

Ver detalhes do projeto

  Ricardo Lopes Dias da Costa      IZ

VARIABILIDADE GENÉTICA E NÃO GENÉTICA NO DESEMPENHO DE EQUINOS

n° SGP 1024

Serão comparados sistemas de produção de equinos da raça Brasileiro de Hipismo (BH) sob distintos efeitos genéticos e ambientais. Matrizes pertencentes ao rebanho do PRDTA da Alta Mogiana, Colina serão acasaladas com garanhões das raças BH ou Hanoveriano. Os animais do rebanho avaliado serão mantidos em sistema intensivo ou semi-extensivo. Serão registradas informações sobre crescimento, desenvolvimento ósseo, comportamento, nutrição, conformação corporal, qualidade dos andamentos básicos e saltos em liberdade dos potros e cavalos jovens, de modo a avaliar a variabilidade genética e não genética nos sistemas de produção considerados.

Tendo disponíveis tais informações, relevantes ao desempenho esportivo das progênies de garanhões e matrizes, contando com rebanho base de qualidade genética louvável, será implementado programa de seleção dentro de rebanho, mediante a avaliação do desempenho esportivo de potros e cavalos jovens.

Como resultados principais, haverá o fomento ao mercado consumidor de animais genetica e fenotipicamente superiores, transferência de tecnologia na avaliação de equídeos de salto a outros criatórios, na criação mais sustentável do ponto de vista econômico, ambiental e social, além disso, proverá formação e treinamento de recursos humanos, desde o nível básico até o de formação superior.

Devido ao fato da pesquisa avaliar o próprio rebanho da fazenda, o interesse em empresas privadas contribuírem com recursos financeiros, é bastante escasso. No caso, o maior interesse, é para a própria instituição – em virtude da geração de informações úteis para a melhora produtiva e técnica do rebanho, bem como para a comunidade que é prestigiada por equinos de melhor qualidade para as diversas funções, bem como pela disponibilização de informações a serem utilizadas em outros criatórios.

Ver detalhes do projeto

  Anita Schmidek      Apta Regional / IZ

NUTRIÇÃO, CONTROLE PRODUTIVO, SANITÁRIO E REPRODUTIVO DE BÚFALAS LEITEIRAS

n° SGP 998

O crescente interesse dos bubalinocultores no desenvolvimento da cadeia produtiva, aliado ao aumento dos rebanhos, fez com que a espécie bubalina tenha se tornado uma fonte viável de produção de proteínas de origem animal. Isto se deve à fácil adaptação dos búfalos a diferentes regiões do mundo. A população bubalina mundial cresceu 24,6% nos últimos 10 anos e, atualmente, é estimada em aproximadamente 195 milhões de cabeças, das quais 110 milhões encontram-se na Índia. No Brasil, no mesmo período, a população bubalina aumentou 13,1%, o que demonstra a adaptabilidade da espécie às nossas condições e as possibilidades futuras da bubalinocultura como atividade emergente no país.

Entretanto, como ocorre nas demais espécies de interesse zootécnico, o crescimento do rebanho bubalino deve estar associado a ajustes finos nas propriedades, que viabilizem o controle da produtividade – o que possibilita a identificação dos indivíduos que possuem mérito genético – e, consequentemente, à multiplicação e à distribuição dos animais melhoradores. Se assim conduzida, a bubalinocultura - que atualmente responde por 13,3% da produção mundial de leite – tende a se tornar uma atividade econômica cada vez mais atraente sob os pontos de vista econômicos e sociais.

Nesse contexto, o presente projeto tem como meta implementar melhorias na Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Registro e, desta forma, torná-la Unidade Modelo e Difusora de Tecnologia para a Região do Vale do Ribeira. Dessa forma, o bubalinocultor poderá se espelhar na Unidade e assim, aumentar a produtividade de seu rebanho, com conseqüente aumento nas suas condições sócio-econômicas. O pequeno produtor quando bem remunerado, consegue empregar toda a família na atividade e gerar empregos para a população. Dessa forma, ele, sua família e seus funcionários passam a ser incluídos na sociedade e a viver de maneira digna. 

Ver detalhes do projeto

  NELCIO ANTONIO TONIZZA DE CARVALHO      Apta Regional / IZ

Tratamentos associados ao protocolo Ovsynch para superar o anestro sazonal de búfalas leiteiras.

n° SGP 997

A sazonalidade reprodutiva em bubalinos é caracterizada por alterações comportamentais, endócrinas e reprodutivas que ocorrem em períodos distintos do ano. Durante a estação reprodutiva desfavorável, a prevalência de dias mais longos suprime o comportamento estral e a ovulação, limitando a eficiência reprodutiva, especialmente em relação aos programas de inseminação artificial. Para superar o anestro sazonal de búfalas leiteiras, o projeto proposto consiste de dois experimentos. No primeiro exp., serão utilizadas 27 fêmeas bubalinas distribuídas em um de três grupos (GC, GM e GP4). Nas búfalas do GM serão inseridos implantes de melatonina no D -20. No D0, as fêmeas de todos os grupos receberão a administração intramuscular (im) de GnRH e, além disso, nas búfalas do GP4, será inserido um dispositivo intravaginal de P4, que permanecerá por 7 dias. No D7, todas as fêmeas receberão uma dose im de PGF2α. Dois dias após, mais uma aplicação de GnRH será efetuada em todos os animais. Serão realizadas avaliações ultrassonográficas para verificar a presença de CL, de folículos ≥ 8mm (FL), para mensurar o diâmetro (ø) do FL, para aferir a taxa de ovulação ao 1º GnRH e ao final do protocolo e também para avaliar o ø e a % de CL. No exp. 2, 225 búfalas serão submetidas aos mesmos tratamentos descritos no exp. 1, com as seguintes diferenças: 16h após o 2º GnRH, todas as fêmeas serão inseminadas. No D20, as búfalas serão submetidas à monta natural, para a cobertura no retorno ao estro. Serão realizadas também avaliações ultrassonográficas para verificar a presença de CL, de FL, para mensurar o ø do FL, para aferir as taxas de ovulação ao 1o GnRH e ao final do protocolo, para avaliar o ø e a % de CL, para o diagnóstico de gestação e para quantificar as perdas gestacionais e a taxa de prenhez por monta natural. Espera-se que tanto os dispositivos intravaginais de P4 quanto os implantes subcutâneos de melatonina quando associados ao protocolo Ovsynch, possibilitem o reestabelecimento da atividade cíclica ovariana, com satisfatórias taxas de ovulação e de prenhez à IATF e à monta natural, possibilitando a desestacionalização dos partos.

Ver detalhes do projeto

  NELCIO ANTONIO TONIZZA DE CARVALHO      Apta Regional / IZ

Avaliação de diferentes densidades em sistema de produção Cage-Free e Convencional e seus efeitos sobre bem estar, desempenho produtivo e qualidade de ovos.

n° SGP 984

É notável a importância da produção de ovos no Brasil, e a crescente preocupação mundial acerca do bem estar das aves e qualidade dos ovos faz com que novos mercados e oportunidades sejam explorados. Tratam-se de novos modelos de produção e adaptações dos modelos convencionais tradicionalmente utilizados. O sistema Cage-Free é caracterizado por permitir total liberdade de movimento as aves, as quais permanecem no solo e possuem acesso a ninhos enquanto o sistema convencional utiliza gaiolas para manter as aves em produção. Existem diferentes recomendações de densidades, porém pouco se sabe sobre a interferência deste fator aliado ao tipo de alojamento.  Sendo assim, este trabalho tem como objetivo avaliar a qualidade de ovos, parâmetros de produção e de bem estar, e análise econômica de aves provenientes de dois tipos de alojamento, e alocadas em quatro densidades diferentes. Para isso, inicialmente serão usadas 250 aves marrons de linhagem comercial, que após homogeneização do lote, serão distribuídas em esquema fatorial 2 x 4 (dois sistemas: Convencional e Cage-Free; e quatro densidades: 375,00; 450,00; 562,50 e 750,00 cm2/ave), constituído de seis repetições. O período experimental terá duração de 112 dias aproximadamente, sendo dividido em quatro etapas de 28 dias cada. Serão avaliados os parâmetros de bem-estar das aves através de indicadores comportamentais e fisiológicos, e para os índices produtivos serão avaliados o consumo de ração, conversão alimentar por quilo e por dúzia de ovos, massa de ovos, a percentagem de perda de ovos e viabilidade das aves. A qualidade físico-química dos ovos será analisada através da mensuração de gravidade específica, unidades Haugh, percentagens de gema, albúmen e casca, espessura da casca, resistência à quebra, coloração da gema, índice gema, pH do albúmen e da gema, sólidos totais do albúmen. A análise econômica será avaliada utilizando-se o índice nutricional bioeconômico e a análise estatística dos resultados será realizada através da Análise de Variância e o contraste entre médias de tratamentos quando significativos pelo teste de Tukey a 5%, com auxílio do pacote computacional SISVAR.

Palavras chave: comportamento, sistemas alternativos, poedeiras

Ver detalhes do projeto

  José Evandro de Moraes      IZ
  Sobre

O SGP (Sistema de Gestão de Pesquisa) foi implementado em todas as unidades APTA, para centralizar o controle de todos os projetos desenvolvidos sob sua supervisão. [Ler mais]

Endereço APTA – São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, 254, 2º andar - República, São Paulo - SP

Fone : (11) 5067-0447 e 5067-0427

  Endereço APTA – Campinas

Avenida Barão de Itapura, 1481 - Botafogo, Campinas - SP

Fone : (19) 2137-8930