Detalhes do projeto SGP 1516

Página Inicial / Busca de Projetos / Detalhes do projeto

Influencia dos fatores meteorológicos sobre a duração do período larval, emergência e a porcentagem de fecundação de rainhas de abelhas rainhas africanizadas (Apis mellifera L.)

Coordenador(a): Maria Luisa Teles Marques Florencio Alves

Vigência do projeto

01/01/2017 até 28/01/2019

Unidade responsável

IZ, Centro de Zootecnia Diversificada

Área Estratégica

tecnologia da produção

Linha de Pesquisa

Sistemas de produção

 

A produção de rainhas e a sua disponibilidade com qualidade e padrão é pré-requisito básico de todas as nações detentoras de apicultura tecnologicamente evoluída bem como economicamente bem sucedida. No Brasil, a despeito da importância e tradição dessa atividade, esta especialidade ainda não está totalmente desenvolvida, haja vista as poucas iniciativas privadas ou publicas que oferecem rainhas em grande escala e de modo continuo aos apicultores. Os poucos apicultores que se propõe a criar rainhas o fazem baseado em encomendas previas e o apicultor por não ter uma oferta sistematizada deixa de colocar no seu calendário apícola a substituição anual e regular das rainhas. O método utilizado para a produção de industrial de rainhas ainda é basicamente o mesmo desenvolvido por Doolittle em 1889. A característica essencial deste método é a transferência de larvas femininas, da colônia onde foram produzidas (matriz) para outra colônia, povoada de abelhas (recria), a qual cuidará das jovens larvas até a sua completa metamorfose em rainhas. A influencia climática é considerado de menor importância quando questões como: população forte, quantidade suficiente de operarias que exerçam a atividade de nutrizes, idade das larvas enxertada e número de adequado de células-rainha enxertadas forem respeitados. A produção de rainhas, entretanto, não termina com sua emergência das células reais, a fecundação é a fase mais incerta do processo, o que a torna a parte mais onerosa da produção. As condições ambientais, como temperatura, vento e nebulosidade exercem influência no comportamento de acasalamento. Visando desenvolvimento de técnicas criatórias mais eficientes para produção de rainhas, com menor número de colmeias de apoio e consequente diminuição de mão de obra, há necessidade de ampliar o conhecimento sobre as reações das abelhas africanizadas aos métodos disponíveis de manejo produtivo durante o período entre a emergência e a fecundação das rainhas, definindo condições que viabilizem economicamente a atividade de produção de rainhas de abelhas africanizadas em clima tropical e subtropical.

Palavras chaves: criação de rainhas, fecundação de rainhas, aceitação de larvas

  Sobre

O SGP (Sistema de Gestão de Pesquisa) foi implementado em todas as unidades APTA, para centralizar o controle de todos os projetos desenvolvidos sob sua supervisão. [Ler mais]

Endereço APTA – São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, 254, 2º andar - República, São Paulo - SP

Fone : (11) 5067-0447 e 5067-0427

  Endereço APTA – Campinas

Avenida Barão de Itapura, 1481 - Botafogo, Campinas - SP

Fone : (19) 2137-8930