Detalhes do projeto SGP 1794

Página Inicial / Busca de Projetos / Detalhes do projeto

Fungos em micotoxinas em páprica

Coordenador(a): Beatriz Thie Iamanaka

Vigência do projeto

01/08/2017 até 28/08/2019

Unidade responsável

ITAL, Centro de Ciência e Qualidade de Alimentos

Área Estratégica

segurança alimentar e nutricional

Linha de Pesquisa

Avaliação e controle de qualidade de produtos e processos

 

A páprica é um condimento obtido através da secagem e trituração de frutos maduros dos pimentões da espécie Capsicum annuum. A produção dessa espécie de pimentão no Brasil ainda é pequena, devido ao desconhecimento de sua existência e a pequena utilização na culinária, sendo quase toda a produção exportada. Estudos já apontaram a presença de fungos toxigênicos e micotoxinas em amostras de pimentões e em amostras de páprica. As micotoxinas são toxinas produzidas por algumas espécies de fungos filamentosos, que podem causar danos à saúde humana e animal, e sendo encontradas em uma variedade de alimentos. Na páprica, as principais micotoxinas encontradas são a ocratoxina A, produzida principalmente por Aspergillus niger e A. carbonarius, e as aflatoxinas, produzidas por A. flavus e A. parasiticus. O objetivo desse projeto será isolar e identificar os fungos toxigênicos encontrados nas amostras de páprica comercializadas no estado de São Paulo, bem como avaliar a presença de ocratoxina A e aflatoxinas nas amostras.

  Sobre

O SGP (Sistema de Gestão de Pesquisa) foi implementado em todas as unidades APTA, para centralizar o controle de todos os projetos desenvolvidos sob sua supervisão. [Ler mais]

Endereço APTA – São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, 254, 2º andar - República, São Paulo - SP

Fone : (11) 5067-0447 e 5067-0427

  Endereço APTA – Campinas

Avenida Barão de Itapura, 1481 - Botafogo, Campinas - SP

Fone : (19) 2137-8930